Chuva provoca queda de barreira, deixa rua interditada e alaga Terra Nova

Segundo a Defesa Civil, município entrou em estado de atenção com previsão de chuvas fortes e moderada
quinta-feira, 28 de dezembro de 2017
por Dayane Emrich
Foto de capa
Rua em Conselheiro, perto do Tio Dongo, alagada (Reprodução da internet)

Um deslizamento de terra que derrubou um muro na tarde desta quarta-feira, 27, deixou a Rua Joaquim Pereira Bispo, no distrito de Conselheiro Paulino, parcialmente interditada. De acordo com a Defesa Civil, nenhuma pessoa ficou ferida e nenhum imóvel foi atingido. Imagens que estão circulando na internet também mostram trechos do Condomínio Terra Nova alagados.

Também por conta do temporal e os riscos de chuvas fortes e moderada para os próximos dias, a Defesa Civil anunciou que o município está em estado de atenção.  Este estado é o segundo nível em uma escala que vai até quatro e indica a possibilidade de chuva moderada ou ocasionalmente forte, nas próximas horas. Há ainda os estágios de normalidade, alerta (registro de chuvas intensas) e alerta máximo (crítico – continuação da chuva). A Defesa Civil está de prontidão 24h por dia, através do telefone 199.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), para esta quinta-feira, 28, a previsão é de chuva, com trovoadas. A temperatura máxima deve chegar a 30 graus e a mínima 17. Na sexta-feira, 29, o tempo também deve permanecer fechado e haverá pancadas de chuva. Os termômetros ficarão entre 18 e 21 graus. No sábado e domingo, véspera de Réveillon, a previsão também é de temporais e as temperaturas variam entre 17 e 21 graus.

Alagamentos

Os últimos dois temporais registrados na cidade, no dia 16 e 26, deixaram a Avenida Alberto Braune e as ruas Farinha Filho, Sete de Setembro e aquelas no entorno da Praça Getúlio Vargas, todas no Centro, alagadas. Raios e fortes rajadas de vento também assustaram os friburguenses.

LEIA MAIS

Com entrada gratuita, Juarez Frotté é um dos preferidos dos friburguenses em dias de sol

Entorno da Praça Getúlio Vargas vira um rio em menos de 1 hora

Região Serrana deve registrar índice pluviométrico de 150 a 200 milímetros por mês, um dos maiores de todo o estado, alerta o Inmet

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Clima