Cedro legítimo já enfeita os jardins do Country Clube

Muda da árvore que é símbolo do país foi trazida diretamente do Líbano
terça-feira, 08 de maio de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
Um cedro adulto no Líbano: assim ficará a árvore plantada no Country (Reprodução da internet)

Na manhã do último sábado, 5, no Nova Friburgo Country Clube, representantes da colônia Libanesa, assim como o cônsul-geral do Líbano no Brasil, Alejandro Bitar (na foto, plantando a muda), e o presidente do NFCC, Roosevelt Concy, realizaram uma cerimônia para o plantio do cedro-libanês, árvore símbolo do país. A muda da planta veio diretamente do Líbano pelas mãos da senhora Nagibe Nader.

Desde que chegou ao Brasil, há três meses, esse foi o primeiro compromisso do cônsul fora da cidade do Rio de Janeiro. Bittar afirma que o plantio da árvore-símbolo estreita ainda mais os laços entre o país e Nova Friburgo.  “Assim como esse cedro vai crescer, a colônia libanesa também vai crescer aqui em Friburgo e será cada mais atuante nos segmentos da cidade”.

O cônsul também afirmou que pretende vir outras vezes à cidade para conhecer e aproveitar as belezas friburguenses. “É do meu interesse vir aqui não só em visitas protocolares, mas para desfrutar, junto a minha família, do que de Friburgo tem de melhor, como esse clima frio, cercado por belas montanhas”.

De acordo com o presidente do Nova Friburgo Country Clube, o Cedro do Líbano finca raízes cada vez mais fortes entre a colônia, a cidade e o clube. “Nós temos que agradecer a colônia libanesa pela importância nesses 200 anos e por presentear o Country Clube com o plantio da árvore que é o maior símbolo do país. O Cedro do Líbano tem uma importância enorme para seu povo e agora está solidificado aqui em Nova Friburgo e em um dos mais belos cenários da cidade que é o Nova Friburgo Country Clube”.

Curiosidades

O Cedro do Líbano é uma planta bastante comum na região e é símbolo de eternidade, prosperidade e força.

Os cedros do norte do país, que por vezes se localizam a dois mil metros de altitude, atingem mais de 50 metros de altura e ficam cobertos de neve.

Os moradores dessa região chamam a árvore de "cedro do Senhor" e chegam a jurar em seu nome. Na tradição cristã maronita, Maria é denominada "o cedro do Líbano"; e a floresta de cedros, "catedral viva".

A madeira foi usada pelo rei Salomão na construção de seu templo e por faraós do Egito para mumificações.

Publicidade
Agora Faz
TAGS: