Carteiros reclamam das más condições de trabalho em Friburgo

Em nota, Correios afirmam que estudam a realização de um novo concurso público
quinta-feira, 25 de janeiro de 2018
por Dayane Emrich
Foto de capa

Nesta quinta-feira, 25, é celebrado o Dia do Carteiro. Mas, apesar da importância da data, os profissionais desta categoria, pelo menos em Nova Friburgo, não têm o que comemorar. Além da falta de condições de trabalho, os funcionários das quatro agências dos Correios em Nova Friburgo, reclamam da sobrecarga de trabalho.

Segundo eles, a entrega de correspondências em alguns pontos da cidade têm atrasado com frequência e gerado diversas queixas da comunidade. A demora, de acordo com eles, está diretamente ligada aos planos de demissão voluntária e aposentadoria incentivada, lançados em 2006, já que houve uma redução no efetivo da empresa.

“Sinceramente, nesse ‘Dia do Carteiro’ não há nada o que comemorar. Cada um de nós está trabalhando por dois, três. Tivemos vários colegas que foram mandados embora e agora não estamos dando conta do serviço”, disse um carteiro que preferiu não se identificar.

De acordo com outro profissional, que também não quis se identificar, quando um colega precisa se ausentar a situação fica ainda pior. “Se um companheiro de trabalho falta, somos obrigados a cobrir toda a entrega de correspondências dele, ou seja, é trabalho dobrado. Ao longo do tempo, esse serviço excessivo vai nos desgastando e causando até problemas de saúde”, disse ele.

A sobrecarga de trabalho é somada ainda a condições típicas da profissão e que tornam o trabalho ainda mais difícil, como o sol quente ou a chuva. O peso das entregas e as muitas horas de caminhada pelas ruas da cidade, além da falta de identificação de ruas, do número de residências; ausência das caixinhas de correio e os tão temidos ataques de cães também estão na lista de dificuldades enfrentadas por estes profissionais.

Medidas reduzem número de carteiros

Atualmente, Nova Friburgo conta com 31 carteiros em atividade e agências no Centro, Conselheiro Paulino, Olaria e Mury, além das agências Comunitárias em Amparo, Campo do Coelho e Lumiar. Mas, apesar dos números, há quem garanta que os carteiros são raridade. “A gente quase não vê carteiros pela cidade. Moro na entrada do Perissê e às vezes, durante dias, não vejo um único carteiro nas ruas. Minhas encomendas e contas sempre chegam atrasadas. Uma opção é vir aqui no CDD (Centro de Distribuição Domiciliar), mas não há filas para idosos e nem cadeiras para sentar.  Hoje, por exemplo, estou há mais de quarenta minutos esperando”, contou a aposentada Maria Elizabeth Vieira.

Procurado pela equipe de A VOZ DA SERRA, para esclarecer os fatos, os Correios informaram que: “Tendo em vista a crítica situação econômico-financeira da empresa, foram adotadas medidas contingenciais, entre elas o Plano de Desligamento Incentivado – PDI, de adesão voluntária dos empregados, visando reduzir os gastos correntes, racionalizando as despesas de pessoal. Em Nova Friburgo, cinco empregados aderiram ao PDI”.

Segundo a empresa, a medida foi realizada por causa das dificuldades financeiras e os elevados prejuízos nos últimos anos. “Diante da reestruturação organizacional e da reorganização do processo produtivo, os Correios ainda estão reavaliando todos os estudos relacionados ao quantitativo da força de trabalho em cada localidade. Somente após a conclusão desses estudos será possível dimensionar a real necessidade de efetivo para realização de um novo concurso público. Também está em estudo um trabalho voltado a otimizar as atividades na busca de qualidade nas condições de trabalho”, esclarece.

Os Correios explicaram ainda que apesar da redução no número de empregados e do grande volume de encomendas enviadas para Nova Friburgo, a instituição está trabalhando para regularizar a distribuição. “Estamos realizando operações especiais aos finais de semana para conseguir normalizar as entregas postal e de encomendas”.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 

 

Planos de demissão

Os Correios lançaram os planos de demissão e aposentadoria incentivada em 2006. O objetivo era  reduzir custos com benefícios a empregados e adotar uma série de medidas administrativas para evitar prejuízos. Nesse processo de enxugamento, o recuo foi de 13,6% desde 2013. Há quatro anos, a empresa tinha 125,4 mil servidores. Hoje, são 108,3 mil.

 

Publicidade
Agora Faz
TAGS: