Cantagalo registra primeiro caso de febre amarela

Informação foi confirmada na noite de segunda. Com este, sobe para 12 o número de casos da doença na Região Serrana
terça-feira, 30 de janeiro de 2018
por Karine Knust
Foto de capa

Cantagalo passou de área de risco para área afetada pela febre amarela. A informação foi divulgada na noite da última segunda-feira, 29, quando a Secretaria estadual de Saúde confirmou o primeiro caso da doença no município vizinho. De acordo com a Prefeitura de Cantagalo, o paciente infectado pela febre amarela - que está em recuperação. Ele mora no distrito de Boa Sorte e não pôde ser vacinado na última campanha devido a contra-indicações. Ele é transplantado e faz uso de imunossupressores.

Ainda segundo o governo municipal de Cantagalo, outros dois casos suspeitos de febre amarela estão sendo investigados pela Fundação Oswaldo Cruz, que possui laboratório referência no estado. Os dois pacientes, entretanto, faleceram na última semana.

No último sábado, 27, a Prefeitura de Cantagalo também promoveu um Dia D de vacinação contra a febre amarela. Na ocasião, foram aplicadas 957 doses da vacina nas oito unidades de saúde do município. Desde o ano passado, mais de 16 mil pessoas foram imunizadas. A campanha deste ano no município vai se estender até o dia 9 de fevereiro, em todas as unidades de saúde, sempre das 13h às 16h. A recomendação é de que o usuário esteja portando o cartão do Sistema Únicode Saúde (SUS) ou o seu documento de identidade.

A febre amarela em Nova Friburgo

Nova Friburgo também é área afetada pela febre amarela. O único caso confirmado no município evoluiu para óbito no último dia 22. Por conta disso, os últimos dias têm sido de postos movimentados na cidade. Segundo a Secretaria de Saúde, 13.173 doses da vacina foram aplicadas somente no Dia D. Com a campanha deste sábado, segundo a Secretaria de Saúde do município, subiu para 150 mil o número de pessoas imunizadas contra a febre amarela desde o ano passado. O que, ainda segundo a pasta, deixa o município bem próximo da marca de quase 100% do público alvo imunizado.

Para atender aqueles que, por ventura, não tenham sido vacinados até agora, o calendário de vacinação contra a febre amarela permanece o mesmo nos cinco maiores postos de saúde friburguenses. Às segundas-feiras, das 9h às 16h, a imunização acontece no posto de saúde Waldyr Costa, no distrito de Conselheiro Paulino. Às quartas-feiras, também das 9h às 16h, é a vez do Posto Sylvio Henrique Braune, no Suspiro. Já nas quinta-feiras, é possível se vacinar no posto Copertino Nogueira, no bairro São Geraldo, das 8h às 11h. Nas sextas-feiras, a imunização é oferecida em duas unidades: das 8h às 11h no posto de saúde Ariosto Bento de Mello, no Cordoeira, e das 9h às 16h no posto de saúde Tunney Kassuga, no bairro Olaria.

Sinal de alerta

Com este novo caso confirmado em Cantagalo, subiu para 28 o número de pessoas vítimas da febre amarela silvestre no estado. Ainda na noite da última segunda-feira, 29, o estado confirmou mais uma morte pela doença. Desta vez, na cidade de Rio das Flores, no sul fluminense. Além do constante aumento de casos de febre amarela, o que chama atenção é o número de casos comparado ao ano passado.

Nestes primeiros 29 dias do ano, o estado do Rio de Janeiro já registrou a mesma quantidade de mortes por febre amarela contabilizadas em todo o ano de 2017: nove casos. A maioria dos óbitos foi registrado em Valença, também no sul do estado, onde quatro pacientes morreram.

Carnaval seguro

Nesta segunda-feira, 29, o Ministério da Saúde divulgou orientação sobre a vacinação contra a febre amarela para todos os viajantes que irão visitar alguma área de recomendação de vacina durante o Carnaval. De acordo com o ministério, integram a área com recomendação de vacinação cidades de 20 estados e o Distrito Federal, principalmente as regiões rurais e próximas a mata. Por isso, para quem vai se deslocar no período da folia para uma dessas áreas, a recomendação é buscar a imunização até o fim de janeiro, ou seja, hoje, 31.  

Isso porque, para garantir a proteção, a dose deve ser aplicada com, pelo menos, dez dias de antecedência à viagem, tempo necessário para o organismo produzir os anticorpos contra a doença. Vale lembrar entretanto que quem já tomou a vacina ao longo da vida não precisa repetir a dose. Ainda é importante ressaltar que para algumas populações, a vacina é contraindicada, como pessoas com alergia grave ao ovo; portadores de doença autoimune; pacientes em tratamento com quimioterapia/radioterapia; crianças menores de seis meses de idade e pessoas que vivem com HIV/Aids (com contagem de células CD4 menor que 350 células/mm3).

Para essas pessoas, a prevenção pode ser feita com uso de repelentes e roupas de manga comprida, além de evitar locais com evidência de circulação do vírus.

Confira a listagem de locais com confirmação da doença até esta segunda-feira:

  • - Teresópolis - 5 casos, sendo dois óbitos
  • - Valença - 13 casos, sendo quatro óbitos
  • - Sumidouro - 2 casos
  • - Nova Friburgo - 1 caso, sendo óbito
  • - Cantagalo - 1 caso
  • - Petrópolis - 1 caso
  • - Miguel Pereira - 1 caso, sendo um óbito
  • - Duas Barras - 2 casos - Duas Barras
  • - Rio das Flores - 1 caso, sendo um óbito
  • - Vassouras - 1 caso

 

LEIA MAIS

São 65 vagas para médicos e farmacêuticos com salários de até R$ 4.262,87

Profissionais do setor, tanto de unidades públicas quanto privadas, se reúnem para debater ações preventivas

Pacientes agora marcam consultas a qualquer hora pelo Sisreg, mas aguardam uma eternidade pela autorização

Publicidade