Caminhões furam pedágio na RJ-116 e funcionária fica ferida

Um dos veículos foi retido por PMs em Nova Friburgo
quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
Um dos caminhões que evadiram a praça de pedágio da RJ-116 (Foto: Rota 116)

Um comboio de cinco caminhões evadiu no início da manhã desta quarta-feira, 15, a praça de pedágio da concessionária Rota 116, na localidade de Boca do Mato, em Cachoeiras de Macacu, e deixou uma funcionária da empresa ferida. A operadora teve uma das mãos atingida pela cancela de passagem derrubada por um dos caminhões. Ela foi levada para o hospital da cidade e passa bem.

Os caminhões seguiram caminho RJ-116, mas somente um, de cor prata, que teria derrubado a cancela e ferido a funcionária, foi abordado por agentes do posto do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), em Teodoro de Oliveira, no alto da serra dos Três Picos, em Nova Friburgo. Os demais conseguiram fugir e não foram autuados porque as câmeras da praça de pedágio não registraram as placas dos caminhões.

O motorista do caminhão prata foi detido pelos patrulheiros e negou que tenha derrubado a cancela. Ao analisar as imagens das câmeras da praça, os PMs confirmaram que um caminhão branco teria avançado sobre a barreira e, portanto, ferido a operadora da Rota 116. O caminhoneiro, então, só foi autuado por evadir o pedágio e pelo fato de a placa do caminhão estar ilegível. Ele foi liberado.

A evasão de pedágio é considerada uma infração grave, conforme prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e o motorista está sujeito a multa de R$ 195,23 e a perda de cinco pontos na carteira de habilitação. Trafegar com placas ilegíveis ou em péssimo estado de conservação é considerada infração gravíssima, com multa R$ 293,47, além da perda de sete pontos na carteira e o veículo é levado para depósito.

 

LEIA MAIS

Para carros de passeio o valor passou de R$4,70 para R$5,10

Redução de 29% que entra em vigor no próximo dia 1º é resultado da assinatura de novo contrato de concessão da ponte. Empresa vai investir R$ 3,3 bilhões

Publicidade
Agora Faz
TAGS: pedágio