Câmara confirma uso indevido de carro durante a Semana Santa

Viatura foi flagrada trafegando em direção a Cabo Frio no feriado
terça-feira, 18 de abril de 2017
por Márcio Madeira
Foto de capa
O processo administrativo e a chave do carro. Gabinete terá de ressarcir a Câmara pelos gastos indevidos (Foto: Márcio Madeira)

O presidente da Câmara Municipal do Nova Friburgo, vereador Alexandre Cruz, recebeu a imprensa em seu gabinete no fim da tarde desta terça-feira, 18, para esclarecer o episódio envolvendo viatura da Casa que foi flagrada trafegando em direção a Cabo Frio no feriado de sexta-feira santa, no último dia 14, e também para dar publicidade às medidas tomadas em relação ao caso.

De imediato, Alexandre confirmou que a utilização do carro aconteceu, e não cumpriu os trâmites estabelecidos pela Casa. “Eu demorei a me manifestar sobre o caso porque tive que me informar, ouvir o gabinete responsável e a defesa dos responsáveis. Como é de conhecimento público, no dia 14 um veículo da Câmara foi flagrado na Região dos Lagos. Isso de fato aconteceu, a denúncia se confirmou, e isso me chocou muito. Fiquei tão desapontado quanto a população, porque temos feito um esforço para moralizar, para recuperar a autoestima do friburguense”, argumentou.

Alexandre também confirmou que o carro em questão encontrava-se sob responsabilidade do gabinete da vereadora Vanderleia Lima, e era dirigido por um de seus assessores. O presidente da Câmara, contudo, não soube informar se este era o assessor designado pelo gabinete para conduzir os veículos da Casa. “Essas e outras informações serão apuradas pela Comissão de Ética. De qualquer forma, podemos concluir que a utilização foi indevida, uma vez que nenhum relatório foi recebido para prestar contas sobre essa viagem”, afirmou o presidente.

Medidas imediatas e futuras

Um dia antes de convocar a imprensa, Alexandre reuniu-se com os vereadores a fim de dar tratamento exemplar ao caso. Durante a coletiva, o presidente anunciou que o gabinete da vereadora está impedido de fazer uso de carro oficial por tempo indeterminado, e terá que ressarcir a Câmara pelos gastos, que estão sendo estimados pela secretaria geral da Casa. Além disso, um processo administrativo foi aberto, provocando a Comissão de Ética a apurar detalhes e responsabilidades, no prazo estimado de sessenta dias.

Questionado por A VOZ DA SERRA a respeito da eventual necessidade de medidas preventivas, tais como a adesivagem da frota ou o controle dos itinerários através de GPS, Alexandre foi igualmente direto. “No que depender de mim, projetos nessa linha irão a votação, sem qualquer impedimento. O que não podemos é criar um fato político ou fazer com que o episódio venha a ser aproveitado politicamente por vereadores que queiram mostrar que são melhores do que os outros. No que diz respeito à identificação da frota, minha única restrição, até mesmo por uma questão de segurança, é que não seja colocado o nome do vereador que está utilizando o carro naquele momento.”

A reportagem de AVS entrou em contato com a vereadora Vanderleia, que encontrava-se em trânsito, retornando a Nova Friburgo. Até o fechamento desta edição ela ainda não havia enviado comentário sobre o episódio, mas a reportagem registra a declaração a ela atribuída pelo vereador Alexandre Cruz, de que não tinha conhecimento prévio sobre a viagem feita com o carro designado para seu gabinete.

LEIA MAIS

Encontro está marcado para segunda-feira. Servidores e membros do governo estão convidados a participar

Plenário deve votar na próxima sessão se aceita a realização de uma reunião com o comitê no próximo dia 29

Audiências públicas serão realizadas aos sábados, na sede do Legislativo

Publicidade
Agora Faz