Buzzi, a cerveja oficial da Festa Tropical

Buzzi está lançando também camisetas alusivas às suas cervejas, como a apimentada Dolores, um tributo a inesquecível Dercy Gonçalves
quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
(Fotos: Divulgação)

Quem também estará presente na 22ª Festa Tropical do Country Clube é a cerveja artesanal Buzzi, que surgiu de um simples hobby de apreciadores de cerveja artesanal e acabou se transformando em um promissor negócio na serra fluminense. A cerveja Buzzi, produzida no município vizinho de Santa Maria Madalena, obteve recentemente registro do Ministério da Agricultura e está credenciada a disputar espaço no crescente mercado das cervejas artesanais.

A Buzzi começou a ser produzida em 2010 pelo empresário Giovani Buzzi, após um curso com o mestre-cervejeiro João Veiga. Seus fins de semana ao lado da esposa Ana Paula eram dedicados a moer malte, fazer a mistura na panela e degustar o produto. “Os amigos experimentavam e ficavam encantados com a qualidade da bebida, mais encorpada, com sabor intenso e maior teor alcoólico”, relata Giovani, que experimentou uma cerveja artesanal pela primeira vez em 2007, durante uma viagem a Santa Catarina. O passatempo se tornou um negócio no final de 2012, quando o casal fez sociedade com Marcus, primo de Giovani.

No primeiro semestre de 2013, a primeira cerveja saiu dos fermentadores. Desde então, as experiências foram sendo conduzidas para se chegar aos cinco estilos produzidos atualmente, entretanto, sem perder sua essência artesanal. O sucesso foi tanto que os empreendedores decidiram ampliar os negócios e receberam um novo sócio, o friburguense Abílio Gonzaga. Hoje as modernas instalações da Cervejaria Buzzi ocupam um prédio de cerca de 300 metros quadrados, na zona rural de Santa Maria Madalena, em uma propriedade ambientalmente sustentável, onde as nascentes são preservadas e há até uma RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural).

Atualmente sua linha de produção possui uma ampla cozinha que garante uma capacidade de 30 mil litros de cerveja por mês. Além disso, o combustível da caldeira que gera vapor para o cozimento do malte é o eucalipto produzido na própria fazenda. As sobras da produção também não poluem o meio ambiente, já que são utilizadas para alimentação animal. Características que deixam o produto com um sabor incomparável.

O principal diferencial da cerveja Buzzi é a água, colhida na mata e canalizada a partir da fonte sem qualquer contato com o ar ou meio potencialmente contaminante. “A água é límpida, com composição e PH ideais, não exigindo qualquer correção ou ‘ajuste’. E como representa 95% da cerveja, não se pode negar que é um diferencial”, afirmam Ana Paula e Giovani.

Somando-se à água, são usados ingredientes importados: o malte (de cevada e trigo) vem da Alemanha. Também da Alemanha e da República Tcheca vêm a maioria dos lúpulos utilizados, assim como as leveduras. Em regra, segue-se a lei da pureza alemã, que só admite a utilização de água, malte, lúpulo e fermento.

Os cervejeiros da Buzzi se orgulham de outras características que diferenciam a bebida, como sua não pasteurização. Segundo eles, apesar do menor prazo de validade, isso confere uma leveza à cerveja, que fica mais “viva” e “crua”. “Experimente um suco de laranja de caixinha e um feito na hora, espremendo a laranja. Vai descobrir a diferença da cerveja pasteurizada para a nossa”, compara Giovani.

A Buzzi produz os estilos Weiss, Stout, Red Ale, Blond, Lager e Bock (esta somente no inverno), todas muito elogiadas pelos apreciadores das cervejas artesanais. Outra linha exclusiva é a Rumbier, única no mercado brasileiro, produzida a partir do melado de cana.

Além do chopp pilsen, a Buzzi vem obtendo sucesso com a cerveja Dolores (uma versão com pimenta, em homenagem a saudosa comediante Dercy Gonçalves, natural de Santa Maria Madalena). A cerveja Dolores foi lançada em 2015 em solenidade prestigiada pela filha da eterna Dercy, Deucimar.

A Buzzi ultimamente tem marcado presença em vários eventos cervejeiros, como os recentes Rio Gastronomia, Mondial de La Biére e festivais de food truck no Rio de Janeiro, com grande aprovação popular.  Em Nova Friburgo e municípios da região, a preferência por cervejas artesanais tem obtido destaque. “Muitos apreciadores da bebida já assimilam a ideia de beber menos e melhor consumindo as cervejas artesanais, que são produtos de melhor qualidade produzidos em nossa região”, conta o friburguense Abílio Gonzaga, novo sócio.

Além da Região Serrana, a Buzzi pode ser encontrada no Rio de Janeiro e Região dos Lagos. A cervejaria também já produz para outras marcas, as chamadas “cervejas ciganas” (que não possuem fábricas próprias). Abílio revela ainda que a Buzzi foi a primeira cervejaria artesanal a receber a certificação do Mapa (Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento), em maio de 2013. Mais informações sobre a Buzzi, no site www.cervejariabuzzi.com.br ou nas redes sociais.

LEIA MAIS

Tradicional agito de pré-Carnaval terá grandes atrações, entre elas a banda Melanina Carioca

Evento chega ao seu 21º ano e promete agitar a noite friburguense

Evento de moda será no dia 15 de setembro e visa fortalecer laços entre empresas e clientes

Publicidade
Agora Faz