Bravo anuncia mudanças nos ônibus intermunicipais em fevereiro

Reativação de mais pontos de parada na cidade foi promessa de campanha
quarta-feira, 17 de janeiro de 2018
por Alerrandre Barros
Foto de capa

O prefeito de Nova Friburgo, Renato Bravo, disse na terça-feira, 16, que vai anunciar, em fevereiro, novas mudanças nos pontos para embarque e desembarque de passageiros dos ônibus intermunicipais no centro da cidade. Desde março do ano passado, o governo e o Departamento de Transportes Rodoviários do Rio de Janeiro (Detro) realizam testes que podem culminar na reativação de pontos de parada desses coletivos.

“Estamos fazendo um estudo. A Faol propôs à prefeitura uma série de mudanças nos itinerários das linhas municipais. Até o fim de janeiro, quando terminar esse teste com as linhas municipais, aí sim vamos definir quais serão os itinerários das intermunicipais. Logo após o Carnaval anunciaremos as medidas”, disse Bravo em entrevista à InterTV-RJ.

Renato pode autorizar ou não que ônibus intermunicipais voltem a parar em pontos no eixo rodoviário do Paissandu até a rodoviária norte, em Duas Pedras - e vice-versa. Em maio de 2015, o ex-prefeito Rogério Cabral proibiu que os coletivos parassem nos pontos na região central da cidade. Os ônibus só poderiam fazer o embarque e desembarque de passageiros na rodoviária norte e na rodoviária sul, na Ponte da Saudade.

“A mudança foi pensada como uma maneira de tirar os ônibus intermunicipais das avenidas Galdino do Valle e Comte Bittencourt, pois os ônibus param, os motoristas fazem o troco e tudo isso demora. Tomamos essa atitude, que pode parecer antipática, mas acho que estamos dando uma solução para o friburguense, pois os ônibus param por muito tempo e atrapalham o trânsito nessas vias”, justificou o então secretário de Mobilidade Urbana, Haroldo Pereira, à época.

A medida, porém, indignou usuários e provocou vários protestos na cidade. Em meio à pressão popular, o governo recuou e, em julho, criou dois pontos de parada para o intermunicipais no Centro. Os coletivos quem vêm da região norte foram autorizados a embarcar e desembarcar passageiros atrás do Clube de Xadrez, no Suspiro. E as linhas Cachoeiras de Macacu e Rio das Ostras-Macaé, que vêm da região sul, puderam parar no ponto ao lado da Igreja Luterana, no Paissandu. As vans intermunicipais também ganharam pontos no Centro.

Polêmica vira promessa de campanha

A criação dos pontos, porém, não agradou a todos os usuários, que passaram a ter que andar mais para chegar, por exemplo, ao Hospital Raul Sertã. A polêmica com os intermunicipais foi tão grande que virou promessa de campanha dos candidatos à Prefeitura de Nova Friburgo, em 2016. Renato Bravo, eleito para o posto máximo do município, foi um dos candidatos que prometeram rever a situação dos pontos.

Em março do ano passado, o novo prefeito, em reunião com o deputado estadual Wanderson Nogueira (Psol), a Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu), a diretoria técnica operacional do Detro, empresas de ônibus e representantes de diversos municípios da região, anunciou a reativação de pontos a partir de abril.

Ônibus que vêm da região norte podem parar para desembarque em frente ao Raul Sertã, mas continuam não indo até a rotatória do Paissandu, como antigamente. O último ponto de parada continua atrás do Clube de Xadrez e o retorno é pela Rua General Osório. No sentido oposto, coletivos que vêm da região sul foram autorizados a parar em pontos das avenidas Comte Bittencourt, Euterpe Friburguense e Hans Gaiser. No retorno, o ponto ao lado da Luterana continua ativo.  

Na época da reunião, também ficou definido que entre 20h e 6h, quando o fluxo de veículos é menos intenso, todas as linhas foram autorizadas a fazer o embarque e desembarque de passageiros em qualquer ponto, de modo a facilitar a vida dos usuários e garantir mais segurança à população. Essa medida, porém, não é cumprida por motoristas. Resta, portanto, aguardar quais mudanças serão anunciadas pelo prefeito Renato Bravo, em fevereiro.

 

LEIA MAIS

Coletivos não param mais no Km 5,5 da RJ-142

Lama na estrada fez empresa suspender as linhas Ponte Branca e Rio Grande de Cima

Valor do km rodado passa a ser equiparado ao de outras cidades; corrida simples, que custava R$ 7,75, agora sai por R$ 8,22

Publicidade
TAGS: Trânsito