Boca do Mato se torna o paraíso nacional da música folk

A vizinha Cachoeiras de Macacu realiza neste fim de semana o I Serra Folk Festival; Nova Friburgo marca presença
sábado, 15 de julho de 2017
por Ana Blue
Foto de capa

O município vizinho de Cachoeiras de Macacu viverá três dias de um festival inesquecível, regado a música folk, um gênero musical que combina o tradicional e o rock, composto por harmonias vocais afinadíssimas e que tem no cantor e compositor Bob Dylan sua figura emblemática, seu próprio mártir e também desertor. Assim é o folk, cuja expressão veio do termo “folk lore” – a música gerada pelo saber popular. Este estilo musical era claramente assumido por uma civilização pré-industrial, à margem da produção cultural em marcha nas grandes cidades – e hoje, belo como sempre e necessário como nunca antes, é a música capaz de nos conectar às nossas raízes, mesmo quando o cenário dos campos de paisagens verdes tenha sido substituído pelas grandes metrópoles.

O I Serra Folk Festival acontece de hoje, 14, a domingo, 16, sempre a partir das 18h, na localidade de Boca do Mato. No line-up, nomes como Chico Chico & Rodrigo Garcia, Daíra & João Mantuano, Punching Namard, Rafael Elfe, Monoclub, Gika, Phillip Long, Gragoatá, Camarada Matagal e Leo Viramundo, que é morador de Nova Friburgo. Além das apresentações musicais, o evento conta ainda com oficinas e palestras, saraus e feira de orgânicos. A melhor parte: a programação é inteiramente gratuita. Realizado por uma associação cultural, o Serra Folkl teve seus custos arcados por meio de um financiamento coletivo realizado na internet.

Leo Viramundo apresenta novo álbum com o aclamado gaitista carioca Jefferson Gonçalves

Se é verdade que a música é capaz de nos transportar a algum lugar, o folk talvez seja o som capaz de nos levar pra casa. Não propriamente essa casa que abriga, a alvenaria, a telha; não o endereço, mas a base, a essência do ser. A identidade – às vezes encontrada por um caminho ao contrário. O trabalho do cantor e compositor Leo Viramundo é feito exatamente desta identidade, desta que permanece intacta, acima de qualquer trilho que se tenha percorrido. A melodia harmoniosa da voz de Leo, aliada à singeleza de sua poesia – capaz de emocionar tanto quanto divertir – são as marcas da sua obra, que busca na essência do folk a sua linguagem. E agora, em seu segundo álbum, “Vagabundos Iluminados”, ele convida aos estúdios e aos palcos o aclamado gaitista carioca Jefferson Gonçalves; a estreia da dupla, ao vivo, será hoje, às 18h, no I Serra Folk Festival, na localidade de Boca do Mato, em Cachoeiras de Macacu.

Leo nasceu em Niterói, em 1981, mas vive em Nova Friburgo, onde desde muito cedo sentiu a “paixão incontrolável pela palavra – pela arte em geral” – palavras dele. Tal qual a imagem do violeiro quase matuto, do bandoleiro dos ventos de viola na mão, ele não pertence a nenhum lugar. É homem do mato, da cidade, da praia e da estrada, e da cabana na montanha. Mais que um trabalho poético, sua música é a poesia criada no movimento constante, de quem nasceu para ser o que é: um homem dos palcos e da arte. Envolvente e intrigante, Leo tornou-se Viramundo em virtude de um amor profundo que ele jamais revela, determinado a transformar sua própria vida numa construção estética.

Jefferson Gonçalves é um dos mais versáteis gaitistas do país, referência desde a década de 90 no instrumento. Sua obra é um mix entre o blues, o folk e a música regional brasileira; o músico é apreciado não só no Brasil como na Espanha, Alemanha e Senegal, para citar apenas alguns dos países onde já se apresentou, nas melhores casas de shows do gênero. Considerado por críticos e público um dos mais expressivos instrumentistas brasileiros, graças às suas viagens e apresentações em tantos lugares ele pôde promover fusões, diálogos e intercessões entre gêneros aparentemente distintos, mas que têm similaridades inescapáveis a ouvidos mais atentos.

No repertório, além das composições inéditas, estarão presentes “Viramundo na Arca de Babel”, “Deus (substantivo abstrato)” e “Balada para Bonnie”, músicas do primeiro álbum de Viramundo – “frutos de uma vida inteira, e ao mesmo tempo, daquilo que é só o começo”, ele diz.

Serviço

I Serra Folk Festival

Data: 14, 15 e 16/07

Horário: a partir das 18h

Local: Boca do Mato - Cachoeiras de Macacu (próximo à sede do Parque Estadual dos Três Picos)

Entrada: Gratuita

Mais informações: https://www.facebook.com/events/1209573059169249/

Classificação: Livre

 

LEIA MAIS

Desta vez a programação começa no fim da tarde. Apresentações acontecem no Centro de Turismo, Country Clube e Teatro Municipal

Baby do Brasil, Pepeu Gomes e Mano Brown são alguns dos destaques da programação em Nova Friburgo

Curso com Rocyr Abbud inclui ritmos como maracatu, tambores de Minas, samba de roda, samba das escolas de samba, axé e baião

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Música | festival