Blitz apreende 12 veículos em situação irregular

Entre eles estavam 2 ônibus da Faol e carros de prefeituras
sexta-feira, 16 de junho de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
A blitz do BPRv (Foto: Divulgação BPRv)

Um carro e um caminhão da Prefeitura de Nova Friburgo e dois ônibus da Friburgo Auto Ônibus Ltda (Faol) foram apreendidos durante duas operações realizadas pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) na RJ-116, próximo à Stam, e na RJ-148, no Parque Maria Teresa, no distrito de Conselheiro Paulino.

O carro estava com documentação irregular e o caminhão não tinha para-choque, estava com pneus carecas e documento atrasado. Os ônibus da Faol também foram retidos, segundo a polícia, por transportar passageiros apresentando irregularidades. Os coletivos foram levados para a garagem da concessionária para correção dos problemas.

As operações realizadas na última terça-feira, 13, por patrulheiros do posto 17 do BPRv (Balança-Bom Jardim) removeram, no total, 15 veículos das ruas devido à falta de carteira de habilitação, documento vencido, mau estado de conservação, falta de cinto de segurança e equipamentos obrigatórios, entre outros problemas.

De acordo com a polícia, entre os veículos apreendidos havia também carros das prefeituras do Carmo, Sumidouro e Duas Barras. O carro da prefeitura de Sumidouro, por exemplo, estava transportando três pacientes para o Hospital Raul Sertã. O veículo permaneceu na blitz e os pacientes foram levados pelos policiais para a unidade de saúde.

Os veículos apreendidos foram levados para o pátio do Detran, no Córrego Dantas. A VOZ DA SERRA procurou as prefeituras citadas na matéria e a Faol nesta sexta-feira, 16, mas ainda não obteve resposta.  

 

LEIA MAIS

Intervenção inclui troca de equipamentos antigos por outros mais modernos, para fins de adequação a exigências sanitárias

Governo quer volta do Fricard para ter acesso a relatórios de venda de passagens, cobra ISS e IPVA atrasados e pede acesso a faturamento com propaganda

Pacientes já aguardam por procedimentos há um mês. Prazo para desinterdição do setor não foi divulgado

Publicidade
Agora Faz