Balcão de Empregos ganha nova forma de atendimento

Emissão de carteira de trabalho e entrada em seguro-desemprego passarão a ser agendados por telefone
sexta-feira, 13 de abril de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

Quem está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho sabe que o Balcão de Empregos é uma boa opção para conseguir uma vaga. Mas, agora, quem quiser se candidatar a um emprego terá que passar por uma nova forma de agendamento, tanto para encaminhamentos de pedidos de emissão da carteira de trabalho como para entrada no Seguro Desemprego. A partir do próximo dia 23, uma segunda-feira, o pronto-atendimento não será mais utilizado para esses serviços e os interessados deverão realizar as solicitações pelo Serviço de Atendimento Agendado (SAA), por meio do telefone 158, ligação gratuita, ou pelo site saa.mte.gov.br.

De acordo com a prefeitura, as mudanças foram propostas pela Secretaria Estadual de Trabalho, durante uma reunião na última quarta-feira, 11. A nova forma de atendimento terá os mesmos moldes do Ministério Público e, segundo o governo municipal, tem como objetivo otimizar e aumentar a captação e o preenchimento de vagas.

Para o subsecretário do Trabalho e Renda, Éder Carpi, esse novo método de atendimento será positivo e tende melhorar os números do Balcão: “O trabalho do balcão está sendo feito com excelência. O caminho agora é crescer cada vez mais e buscar atender a população, não só os moradores de Nova Friburgo mas também os de toda a região. Somos referência regional em serviço de qualidade. Estamos conseguindo resgatar a confiança do empregador, coisa que não tínhamos no município”, disse.

André Ribeiro Verly, friburguense de 23 anos, conseguiu uma vaga para recepcionista através do site da prefeitura. De acordo com o jovem, é importante vários meios de divulgação pois ajudam bastante a quem está correndo atrás. Ele se diz otimista com o novo emprego.

Segundo dados da prefeitura, o município de Nova Friburgo, entre 40 postos, é o terceiro do estado a colocar mais gente no mercado de trabalho e é o segundo em captação de vagas, ficando abaixo apenas da capital, o Rio de Janeiro. Em fevereiro, a cidade ofertou 73 vagas e empregou 18 pessoas.

 

LEIA MAIS

Dado faz parte de levantamento divulgado pela Sala do Empreendedor do município

Entidade lembra que, embora tenha perdido meio milhão de empregos em 3 anos, piso ficará 25% maior que o salário mínimo nacional

Saldo positivo do ano foi puxado por indústria e comércio. Em 2015 e 2016, município fechou quase 3 mil postos formais de trabalho

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Emprego