Alerj sobe a serra para discutir o turismo em Friburgo

Durante debate, ações para o bicentenário foram apresentadas
terça-feira, 05 de dezembro de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

A comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) veio a Nova Friburgo nesta segunda-feira, 4, para debater com a população, empresários e a prefeitura estratégias para incremento do setor turístico no município que vai completar 200 anos em maio de 2018. “Sugeri a realização da reunião por acreditar que os muitos atrativos naturais de Nova Friburgo representam verdadeiros incentivos à permanência de visitantes no município, fortalecendo a cadeia econômica da região. Estimular o turismo é trazer mais investimento, renda e emprego para os friburguenses”, disse o deputado estadual e membro da comissão de turismo da Alerj, Comte Bittencourt (PPS).

Na abertura da audiência pública, o prefeito Renato Bravo anunciou que pretende transferir para o Nova Friburgo Convention & Visitors Bureau a gestão do Centro de Turismo, na Praça Dermeval Barbosa Moreira. “Estamos avaliando juridicamente isso, pois acreditamos que o Centro de Turismo estará em boas mãos”, disse.

Bravo ainda comentou que vai lançar um edital para subsidiar projetos de produtores culturais friburguenses para o bicentenário. “Serão R$ 250 mil que certamente irão ajudar a tirar algumas ideias dessa moçada do papel. Estamos buscando parcerias com iniciativa privada também”, completou o prefeito.

O chefe do Executivo disse ainda que tem planos de tornar Nova Friburgo uma cidade de treinamento, qualificação e eventos corporativos, especialmente por conta do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, o Comperj, cujas obras em Itaboraí, a cerca de 70 quilômetros de Nova Friburgo, devem ser retomadas no próximo ano pela Petrobras.

A audiência contou ainda com a participação do novo cônsul geral da Suíça no Rio de Janeiro, Rudolf Wyss, juntamente com o cônsul geral adjunto, Christophe Vauthey, que já planejam com o governo municipal uma série de ações para aproximação de Nova Friburgo com a Suíça. Nesta terça-feira, 5, eles vão apresentar a programação oficial do governo da Suíça em comemoração aos 200 anos de Nova Friburgo durante evento no Hotel Fazenda Albergue Suisse, no distrito de Amparo.

“A Suíça tem uma representatividade muito grande na história de Nova Friburgo e a comemoração do bicentenário no próximo ano é muito importante para o nosso país também, por isso mantivemos contato com a prefeitura nos últimos meses e firmamos essa parceria. É um momento histórico e queremos deixar a nossa contribuição”, disse Wyss.

Fundamental para o turismo, o estado de conservação de estradas que cruzam Nova Friburgo também foi assunto na audiência. O presidente da Federação Convention e Visitors Bureau do estado, Marco Antônio Navega, citou a RJ-142 (Estrada Serramar), que liga Nova Friburgo a Casimiro de Abreu, enquanto o deputado estadual Wanderson Nogueira (Psol), lembrou da RJ-130 (Nova Friburgo - Teresópolis).

Navega sugeriu que em vez de esperar uma ação do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), responsável pelas rodovias, mas que devido à crise no estado não tem recursos para manutenção, os municípios que circundam as rodovias poderiam fazer uma força tarefa para melhorar a situação. Bravo concordou com a proposta.

Já o diretor de operações da Secretaria estadual de Turismo (Setur), Sérgio Mello, acompanhado do subsecretário da Setur, Anderson Moura, e o diretor de planejamento da pasta, César Augusto Werneck, alertou para a informalidade de alguns hotéis e pousadas e agências de turismo da cidade no Cadastur, sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo, do Ministério do Turismo.

“Essa informalidade impede a participação desses meios de hospedagem e agências da cidade em programas, eventos e financiamentos do governo federal. Medidas que poderiam melhorar a qualidade dos serviços prestados e colocar Friburgo em destaque”, disse Sérgio Mello.

Ana Paula Fabris, presidente do Nova Friburgo Convention e Visitors Bureau, destacou na audiência pública a aprovação da lei municipal que autoriza que veículos com turistas parem em frente aos hotéis da cidade por até 15 minutos, para embarque e desembarque, e o reconhecimento que tornou o Convention entidade de utilidade pública. A medida garante subvenção de R$ 100 mil para o Convention.

Ao final o secretário municipal de Turismo, Wilton Neves, fez um balanço dos eventos da pasta no primeiro ano de governo e divulgou um calendário com algumas datas já consolidadas para 2018. Outras novidades, ele disse, devem ser divulgadas ainda este mês.

 

LEIA MAIS

Justiça desinterdita equipamento, que estava fechado desde a tragédia de 2011

Evento gratuito, que acontece na próxima segunda-feira em Friburgo, já está com inscrições abertas

Objetivo do “Swissando", que vai durar todo o ano de 2018, é reforçar a amizade entre a cidade e o país

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Turismo | 200 anos