César Vasconcelos de Souza

Cesar Vasconcellos de Souza

Saúde Mental e Você

O psiquiatra César Vasconcellos assina a coluna Saúde Mental e Você, publicada às quintas, dedicada a apresentar esclarecimentos sobre determinadas questões da saúde psíquica e sua relação no convívio entre outro indivíduos.

07/09/2017

Todos temos dores. Físicas ou emocionais ou espirituais. Ou uma mistura disto. Geralmente tentamos fugir de nossas dores. Sentir dor, dói. Mas precisamos aprender a lidar com nossas dores de uma forma corajosa.

Faz muita diferença se olharmos nossos sintomas como sendo amigos e não inimigos. Pode ser dor de cabeça, tristeza, dor de estômago, ansiedade, etc. Os sintomas, vamos chamar de “dores”, são amigos. Claro que é ruim ter problema de saúde. Quando você está dirigindo seu carro e acende alguma luz vermelha no painel – que é um sintoma – isto é ruim ou é bom?

Leia mais
31/08/2017

Existe alguém sem angústia? Ou existem pessoas sem percepção dela? Que dor é esta que incomoda tanta gente boa e má, rica e pobre, bem ou mal-sucedida profissionalmente, famosa ou desconhecida, religiosa ou irreligiosa?

Leia mais
24/08/2017

Doenças mentais graves tais como esquizofrenia e transtorno bipolar raríssimas vezes surgem repentinamente. Geralmente familiares, professores e amigos notam, ou a própria pessoa começa a reconhecer algumas mudanças em seu comportamento, experimenta um sentimento meio esquisito, percebe que sua forma de pensar não está legal, antes de entrar numa doença mental complicada.

Leia mais
17/08/2017

Será que o uso de marijuana (maconha) pode alterar o cérebro e produzir sintomas típicos de uma psicose (loucura)? Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Montreal no Canadá estudou os efeitos da maconha em jovens procurando ver se seu uso favorecia o surgimento de experiências tipo psicóticas. (Josiane Bourque, Mohammad H. Afzali, Maeve O'Leary-Barrett, Patricia Conrod. Cannabis use and psychotic-like experiences trajectories during early adolescence: the coevolution and potential mediators. Journal of Child Psychology and Psychiatry, 2017).

Leia mais
10/08/2017

Conhece a declaração: “Dor é inevitável e sofrimento é opcional”? Já leu ou ouviu isto? É mesmo verdade? Há sofrimentos evitáveis? E quanto às dores? Podemos evitar algumas delas pelo menos? Vamos pensar.

Leia mais
03/08/2017

Há uma complexidade nas causas do sofrimento humano. Há tantas perguntas sem respostas, e também perguntas difíceis de serem feitas, não é? E há respostas difíceis de serem aceitas. Igrejas prometem a eliminação do sofrimento e pregam o enriquecimento material. Dá para eliminar o profundo sofrimento humano chamado de angústia existencial? Enriquecer materialmente elimina a angústia, o sofrimento e a morte?

Leia mais
27/07/2017

Estudos (Aron 2005) têm descrito que há uma interação entre a sensibilidade ao processo sensorial e fatores negativos no ambiente infantil que conduzem para problemas afetivos como medo, ansiedade e depressão, o que, por sua vez, promovem a timidez.

Leia mais
20/07/2017

Pia Melody, em seu excelente livro “Enfrentando a Codependência Afetiva”, diz que nós, seres humanos, somos perfeitamente imperfeitos. Maturana afirma que temos o direito de mudar de pensamento, o direito de errar e o direito de ir embora. Isto tem um gosto de liberdade dentro de nossa extrema limitação e fragilidade humanas. Não podemos, definitivamente, estar certos, ser fortes, não falhar, o tempo todo. Não admitir isto é estar num caminho de certa cegueira mental. Aquele que não sabe que não sabe, pensa que sabe.

Leia mais
13/07/2017

O que é pornografia? Definições podem ser: tudo o que se relaciona à devassidão sexual; obscenidade, licenciosidade; indecência; caráter imoral de publicações, gravuras, pinturas, cenas, gestos, linguagem. Estudo ou descrição da prostituição. https://www.dicio.com.br/pornografia/

Leia mais
05/07/2017

O suicídio na classe médica: quem cuida do cuidador?

Nós, médicos, lidamos com o sofrimento humano dia após dia, ano após ano. Sofrimento, sofrimento, sofrimento. Médico sofre também? Médico também tem doenças físicas, angústia, depressão, também se suicida? Infelizmente sim.

Leia mais