Quer mudar o rumo de sua vida em 2018?

César Vasconcelos de Souza

Cesar Vasconcellos de Souza

Saúde Mental e Você

O psiquiatra César Vasconcellos assina a coluna Saúde Mental e Você, publicada às quintas, dedicada a apresentar esclarecimentos sobre determinadas questões da saúde psíquica e sua relação no convívio entre outro indivíduos.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Não é fácil mudar o que somos e às vezes pode ser bem difícil mudar o que fazemos. Mas pode não ser impossível. Veja algumas idéias que podem lhe ajudar a mudar, caso você sinta vontade disso agora que vamos começar um novo ano. Compartilho com você um pequeno roteiro com ideias minhas e do André Camargo, que estudou psicologia e trabalha com educação, inovação e processos de transformação na função de coaching, o qual me autorizou este compartilhamento baseado no seu texto “Sete simples passos para mudar o rumo da sua vida”, publicado em seu blog em 21 fevereiro de 2017.

Ao procurar seguir este roteiro use-o com perseverança, tentando praticar uma, duas ou mais vezes, para aprimorar sua prática. Não desista logo de cara. Ao persistir na busca de dar  os passos sugeridos, pode haver bons resultados. E é bom relembrar que até certo ponto construímos nosso destino por escolhas que fazemos no dia a dia.

Primeiro passo: como André explica, “por incrível que pareça, a principal razão das pessoas não conseguirem o que desejam é ... que elas nunca pararam para se perguntar, de verdade, o que elas desejam! Então, o primeiro passo é você buscar essa clareza. Pergunte-se, lá no fundo de si: o que é, afinal, que eu realmente quero da vida? Que marca pretendo deixar neste planeta?”

Segundo passo: outra pergunta muito importante também é: Porque é que você quer isso? O que você acredita que isso vai trazer para você? Qual é seu desejo por trás dos seus desejos? Paz, estabilidade, sentido, liberdade, reconhecimento? Amor? Segurança? Entender nossos motivos ajuda a desembaraçar nosso caminho. Reflita sobre se este objetivo vai mesmo trazer o que você espera ou é só uma esperança? Será que tem um caminho melhor, mais direto? Saber porque você quer o que quer (o que, afinal, você realmente quer) é a clareza do propósito que o faz avançar com garra e determinação.

Terceiro passo: ao chegar ao ponto de saber o que você quer e o motivo deste desejo, agora é hora de rascunhar um plano de ação a fim de que seu desejo possa vir para a realidade. André recomenda que um bom plano de ação contém itens como: 1) Foco, descrevendo,  em detalhes, como é a sua situação de vida desejada; 2) Estratégias para ir da situação atual para a desejada; 3) Hábitos que você precisa cultivar para aperfeiçoar as habilidades necessárias para trilhar esse caminho; 4) Mapear os ambientes, relações e rotinas que o ajudam a avançar e também os que distraem, sugam sua energia e o afastam do seu caminho; 5) Explorar a paisagem interna que você deve manter para avançar (crenças, sentimentos e valores que o enchem de energia e determinação e também as diferentes maneiras que você costuma usar para se sabotar); 6) Indicadores de sucesso: os sinais que você vai precisar prestar atenção para saber se está avançando no rumo certo ou se precisa corrigir a rota.

Quarto Passo: Ação! Não adianta ter belo mapa, ferramentas reluzentes e um planejamento caprichado se você não dá o primeiro passo. Dê o primeiro pequeno passo e veja como se sente. O primeiro passo equivale a 50% da jornada. Ao romper a inércia, você precisará de bem menos esforço para manter seu projeto em movimento.

Quinto passo: Compromisso. Fale do seu projeto de mudança para amigos. Não guarde para você; torne pública sua intenção. Além de eventualmente conquistar simpatia, suporte e aliados, tornar pública sua decisão é uma maneira de assumir que aquilo é importante para você. Se as pessoas o acompanharem, fizerem perguntas ou o cobrarem, melhor: isto o motiva mais para seguir adiante e conquistar a admiração dos outros pela sua coragem de levantar do sofá e construir algo de bom. Além disso, não querer desapontar os outros é um forte motivador. Use isso a seu favor.

Sexto passo: Celebre suas conquistas! Registre seu avanço. Ofereça a si mesmo uma recompensa (viagem, livro, restaurante favorito, compras etc.) cada vez que subir um degrau. É sério! Pare de achar que isso é bobagem e seja mais legal com você mesmo.

Sétimo passo: Se achar necessário ser ajudado a pensar sobre as mudanças que quer obter, pode ser que serviços de um profissional formado em Psicologia e com treinamento em coaching possa ser útil. Feliz mudança e feliz 2018! 

Publicidade
TAGS:
César Vasconcelos de Souza

Cesar Vasconcellos de Souza

Saúde Mental e Você

O psiquiatra César Vasconcellos assina a coluna Saúde Mental e Você, publicada às quintas, dedicada a apresentar esclarecimentos sobre determinadas questões da saúde psíquica e sua relação no convívio entre outro indivíduos.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.