Sobre paredes, muros... e o Muralha

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Amigos, há fenômenos no mundo que só especialistas explicam. Quando há um terremoto, um sismólogo dá as explicações. Em um deslizamento de terra, vem um geólogo. Se o assunto é a oscilação financeira de um determinado local, um economista pode ser a melhor fonte. Quando o papo é sobre alianças e manobras de parlamentares ou gestores públicos, um cientista político é o mais indicado. Agora, quero saber quem explica a torcida do Flamengo? Essa, realmente, tem atitudes que parecem não ter explicação de tão surpreendentes que são. 

A última aconteceu nesse domingo. Todos sabem que o Flamengo vive uma crise de goleiros. Perto da final da Copa do Brasil, Thiago, o titular no primeiro jogo, quebrou o punho e não vai jogar. Alex Muralha, titular e expulso na primeira partida das semifinais da competição, e responsável pela falha que ajudou na eliminação do Flamengo na Primeira Liga, é a opção. Aliás, é quem sobrou no elenco pra jogar.

Surge aí mais um muro para Reinaldo Rueda escalar, em todos os sentidos.

Só que, no jogo deste domingo, contra o Sport, a torcida do Flamengo derrubou uma daquelas paredes que sustentam qualquer afirmação de gente que acha de interpreta ou projeta o comportamento de alguém. "Agora vai bater o desespero, a pressão sobre o Muralha vai aumentar ainda mais.", diziam os "especialistas". Mas o que se viu foi um apoio incondicional ao arqueiro desde a descida do ônibus, literalmente.

Não teve para Diego nem pra Guerrero. Tampouco para o melhor jogador na partida, Everton Ribeiro. Muralha era ovacionado a cada toque na bola e a cada defesa. Ganhou confiança e eficiência nas saídas de gol. Orientou posicionamento da defesa com autoridade. Por fim, salvou o time aos 38 do segundo tempo, fazendo o que se espera dele.

E o quer dizer dessa torcida? 

Muralha mesmo disse "Eles são demais"

Em 2013, a torcida abraçou Carlos Eduardo até a final da Copa do Brasil. Dessa vez, é Alex o eleito. Agora é a hora de quebrar os muros da desconfiança, as paredes da pressão que ainda vai existir, e ser o Muralha que vai levar o Flamengo ao título.

Se depender da torcida, aquela musiquinha que diz que ele é o melhor goleiro do Brasil, precedida pelo palavrão, está mais do que correta!

Publicidade
Agora Faz
TAGS:

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.