Taça para que te quero?

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Hoje é dia

  • Dia de Tácita, deusa do silêncio e da virtude na mitologia romana.

O dia

  • Em 20 de fevereiro de 1941, os nazistas enviaram o primeiro grupo de judeus para os campos de concentração.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • Cresce total de usuários de planos de saúde no Brasil
  • Governo brasileiro quer que Venezuela seja suspensa da OEA
  • Alckmin promete apoio a tucano e acena Dória ao governo de São Paulo
  • Brasil termina 2017 com recorde de queimadas
  • Bruno Gagliasso será mocinho de novela da Globo pela primeira vez

Palavreando

Haverá sempre novas descobertas, novas pessoas escapulindo das velhas, rituais e clarões que edificarão novas ordens em cima de antigas estruturas.

Taça para que te quero?

Conseguiram matar o campeonato carioca e tirar todo o prestígio que tinha a tradicional Taça Guanabara. A decisão do primeiro turno do estadual passou em branco. Desinteressante, porque a competição é esdrúxula já na sua concepção. Não leva ninguém a lugar algum. O primeiro turno do Carioca desse ano foi tão xoxo que sequer as naturais zoações que geram a piada que mantém viva a chama da rivalidade estiveram presentes.

Aliás, presença do torcedor no estádio foi o que menos se teve. Números que se repetem nos índices de audiência da TV. Reinventar fórmulas é querer colocar melancia na cabeça. Graças aos nossos dirigentes, temos o pior estadual de todos os tempos. Diga-se de passagem, imitando o campeonato do ano passado que acabou salvo pelo excepcional Fla-Flu que decidiu o primeiro turno. Que pasmem, mais tarde, o torcedor descobriria que não valia nada. Como nada valeu o enfrentamento de Flamengo e Boavista. Valeria mais para o Boavista. Fato. Mas todos sabiam que era um intruso na pseudo festa para capixaba ver.

Nada disso tira o mérito da irretocável campanha rubro-negra. Invicto e com quase 100% de aproveitamento. O Flamengo passeou e fez parecer que jogava partidas amistosas, tamanha a facilidade que encontrou. O Flamengo, literalmente, sobrou. Pela qualidade do seu elenco e também pelo entrosamento de uma equipe que pouco se modificou com relação ao ano passado. Sobrou também, porque sem a Copa do Brasil e jogando a Libertadores apenas em março, pode se dedicar de forma integral a competição, diferentemente dos demais três grandes.

Aliás, três que nem precisam se preocupar muito. Estarão nas semifinais do estadual, única parte da competição que realmente vale alguma coisa. O Flamengo já está lá! Só uma imensa zebra para tirar Botafogo, Fluminense e Vasco dessa fase. A fórmula de disputa despreza os pequenos e escancara que o campeonato é dos grandes, feito para os grandes e com ordens dos grandes. Pobres. Perdem uma oportunidade incrível de fortalecer o futebol do estado para se enganarem e manterem um status que nada vale para as competições nacionais e internacionais.

Tromba d´água

Viralizou nas redes sociais um vídeo de uma cachoeira que foi afetada pela chuva forte que atingiu o distrito de Sodrelândia, em Trajano de Moraes. A tromba d´água fez o nível da cachoeira subir rapidamente e alagar ruas. Não houve registros de desabrigados ou desalojados. A força da água, no entanto, danificou uma das ruas do distrito.

Cuidado em cachoeiras

Também roda as redes sociais outro vídeo de uma tromba d´água, esta em Nova Friburgo, na cabeceira da cachoeira da adutora, no bairro Cascatinha. Rapidamente o volume da água aumenta e leva tudo pela frente. A força da água é também um alerta aos banhistas. Mesmo sem chuva, deve se observar o tempo, pois acima de onde se banha pode ter tido temporal e a correnteza segue seu fluxo. Houve estragos no local que pode afetar o abastecimento de água em algumas partes do município.   

Afogamentos

O Corpo de Bombeiros já realizou 15 mil salvamentos de afogamentos no estado desde o início da Operação Verão. Diante desse alto índice, a corporação militar alerta os veranistas, com dicas de segurança para evitar acidentes nas praias, rios e cachoeiras. A recomendação primária é não se expor ao risco.

Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.