Rodada polêmica

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

terça-feira, 06 de março de 2018

Hoje é dia

  • da Revolução Pernambucana

O dia

Em 6 de março de 2001, morreu aos 70 anos, o governador de São Paulo, Mário Covas, que já estava licenciado de suas funções. Ele lutava contra um câncer intestinal havia anos.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • Defesa de fronteiras tem corte de 54% de verba no governo Temer
  • DEM lança pré-candidatura de Rodrigo Maia nesta quinta-feira, 8
  • Forbes prevê presidente 'sem graça' para o Brasil
  • Cientistas brasileiros desenvolvem molécula para combater leucemia
  • Sem Copa, ESPN perde mais de um milhão de assinantes no Brasil

Palavreando

E te aceno. E te convido. Sou o novo da novidade, sou o novo do que já se sabe.

Rodada polêmica

Uma rodada polêmica do ponto de vista das arbitragens. Reclamações mais do que legítimas do Botafogo derrotado pelo Flamengo por 1 a 0 e também do Boavista na derrota para o Vasco. Se na derrota mínima do Botafogo a arbitragem foi decisiva, não foi diferente na derrota do Boavista para o Vasco no jogo de sete gols. O Botafogo não mereceu a derrota. Longe do chororô de outrora, mas na dúvida sempre é favorável ao Flamengo. Independente da arbitragem, o Botafogo foi melhor em campo e merecia melhor sorte. Para o Flamengo, recuperação bem-vinda após a goleada sofrida para o Fluminense na rodada anterior.

O Vasco, que ainda não teve clássicos no returno, assumiu a liderança do seu grupo. Aos trancos e barrancos diante dos pequenos (foi o grande que mais perdeu para os chamados pequenos até agora), o Cruzmaltino venceu no que uns chamam de grande pelada, outros de jogo louco com viradas e reviradas. O fato é que os pequenos ainda continuam no mesmo dilema.

Diante de grandes, na dúvida será sempre para os grandes. Agora vêm as três rodadas finais. Vasco, Flamengo, Botafogo e Fluminense têm tudo para avançar às semifinais da Taça Rio e por conseqüência garantirem as quatro vagas nas finais do Estadual. No regulamento tosco, acontece o que se queria: os quatro grandes nas decisões. Salvo façanha do destino, é para isso que o regulamento é construído, achando que o torcedor é bobo! A baixa média de público nos estádios e a fracassada audiência da TV – provam que não.          

Rebaixados

América e Bonsucesso estão de volta a segundona do Estadual. As equipes da capital foram rebaixadas após empatarem em 1 a 1 e morreram abraçadas no grupo da morte da Série A. Enquanto isso, o Goytacaz que subiu junto com o América, se manteve na elite, após ter subido, mas não garantido vaga para o confronto com os quatro grandes. O time de Campos venceu o Resende por 1 a 0. Por sua vez, o time do sul-fluminense foi beneficiado diretamente pelo empate entre América e Bonsucesso.

Segundona do Estadual

O Friburguense agora conhece mais dois de seus adversários para retornar à elite. O América que já estava na segundona no ano passado e Bonsucesso que mesmo tendo menos pontos em 2016, derrubou o Friburguense para a divisão inferior graças ao esdrúxulo regulamento da Federação.

Viaturas policiais

Até meados de abril, entram em operação as primeiras 290 viaturas adquiridas pela Polícia Militar junto à montadora Ford em pregão eletrônico. Os veículos estão em fase de teste e de acabamento na montadora. Nesse pregão eletrônico, a PM encomendou 580 viaturas tipo sedan, sendo 530 rádios-patrulha e 50 descaracterizadas para serviço reservado.

Polícia de Ford KA

Os novos veículos, da marca Ford Ka, custaram R$ 37,6 milhões, R$ 1,4 milhão a menos do que o valor previsto no edital de licitação aprovado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). A PM finaliza os detalhes para a realização de novo pregão eletrônico destinado à compra de 170 viaturas do tipo patamo, avaliadas em R$ 25,2 milhões, conforme previsto em edital de licitação que será submetido ao TCE.

Manutenção de viaturas

Outro passo é a reforma de 748 viaturas nas 61 oficinas. Este primeiro lote, orçado em R$ 2,5 milhões, representa 30% das viaturas que deixaram de circular. A manutenção das viaturas é resultado da licitação aprovada pelo TCE, com previsão orçamentária de R$ 93 milhões.

Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.