Rápido e ligeiro

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

sexta-feira, 05 de janeiro de 2018

 

O dia

Em 5 de janeiro de 1825, Alexandre Dumas, pai aos 23 anos, participou de seu primeiro duelo. O autor de “Os Três Mosqueteiros” encheu suas obras com estas lutas. Dumas não se machucou seriamente, mas suas calças caíram durante o duelo.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • Pesquisa revela que eleitor já tem medo de compartilhar notícias falsas
  • Golpe que usa Burger King no Whatsapp afetou mais de 350 mil
  • Dentista no Taiwan é condenado a pagar R$ 3,3 mi para mãe por criá-lo
  • Record evita saída de Faro com salário de R$ 1,2 milhão
  • Violência na final da Sul-americana pode tirar final da Libertadores 2019 do Rio

Palavreando

Talvez eu me leve. Pode ser que a surpresa me carregue. Pode ser que o tempo me varra. O que vai ser depois? Depois do agora talvez eu pense nisso...

Rápido e ligeiro

Não precisa ser vidente, cartomante ou cigano para prever que este ano vai voar. Passará rápido e ligeiro e não é só porque a vida se torna cada vez mais corrida... É também cada vez mais competida. É trabalho, família, reuniões, internet, streaming, TV, smartphone... É uma infinidade de opções que tornam as 24 horas do dia pequenas demais para um dia.  2017 voou. Então espere para ver como 2018 passará rápido e ligeiro.

Hoje já é o quinto dia do ano. Hora de desmontar os enfeites de natal e guardá-los. Preparar as fantasias de carnaval e definir as alegorias que se levará nos ombros pelo ano inteiro. Daqui a pouco já será a quinta semana, o quinto mês, o semestre terá ido e já será o quinto mês do segundo semestre e bem-vindo 2019. O ano de 2018 passará ainda mais rápido porque é ano de Copa do Mundo e eleições gerais. Além destes dois eventos, os mais importantes de quatro em quatro anos, ainda tem todo o resto que todos os anos têm. Por isso digo e repito: se você achou que 2017 passou rápido, então não espere, porque 2018 passará num piscar de olhos. Rápido e ligeiro! Não passível de retorno! Não passível de ser repetido.

Nem sei se queremos que a vida passe tão rápido assim. Porque se a vida passa tão rápida assim, a morte também vem mais rápida para mim e para as pessoas que amamos. A velhice chega, a energia baixa, os filhos crescem, se casam e somem no mundo, a família aumenta e começa então a diminuir. Ah, se a vida pudesse passar mais devagar, sem parar é claro, contendo a ânsia de chegar a Copa, de ver os filhos formados e independentes, de passar por esse e aquele obstáculo. Na verdade, os obstáculos são a vida acontecendo e o tempo passando...

Mas a vida tem sido cada vez mais rápida e ligeira, pelos compromissos que assumimos e assistimos. 2018 será rápido e ligeiro. Já está sendo. Por isso, vamos pegar carona na cauda desse cometa e aproveitar ao máximo cada curto instante.    

Árbitro de vídeo

A Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj) vai usar o árbitro de vídeo nas partidas decisivas do Campeonato Carioca para que possa fazer um banco de dados sobre essa tecnologia. No entanto, ele não poderá interferir nos lances. O teste será de forma off-line. A implementação completa será apenas em 2019.

Fase de testes

O custo e o tempo hábil foram fatores determinantes para que a implementação seja experimental ainda. Segundo a Ferj, esse teste vai custar R$ 5 mil por partida e será usado em dez ocasiões decisivas. Já a implementação do sistema on-line custará, por partida, cerca de R$ 30 mil, que serão bancados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Na segundona do Friburguense, pode ter também algum tipo de teste nas finais. 

Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.