O Friburguense precisa de você

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Hoje é dia

da Unidade Nacional

O dia

Hoje é aniversário do Estádio do Maracanã. O Estádio, que já foi o maior do mundo, completa 65 anos. Foi inaugurado em 1950, construído especialmente para a Copa do Mundo.

Observando...

Cinco notícias que talvez você não tenha visto

- FHC flerta com defesa de antecipação das eleições para presidente

- Rio sem carnaval? Liga de escolas de samba do Rio suspende desfile

- Senado avança na redução de impostos para games

- Golpe do McDonald's no WhatsApp atinge 100 mil pessoas

- Nos 90 anos de Suassuna, inéditos serão publicados

Palavreando

Há aqueles que podem achar que a dependência é um mal, algo que traz infelicidade ou incapacidade. Talvez sejam tolos, talvez não.

O Friburguense precisa de você

O fator casa é decisivo numa competição tão difícil e equilibrada como a segundona do Estadual. Diria que a série B é até mais difícil que a A. O Friburguense sempre teve o fator casa como aliado. Isso porque treina no próprio campo em que joga, mas também pelo apoio do torcedor. Esse apoio inibe absurdos da arbitragem e, claro, transmite energia especial aos jogadores.

Nos últimos anos, com a queda de gigantes para divisões inferiores, apareceu a máxima que o verdadeiro torcedor, aquele apaixonado, não abandona o time e fica ainda mais firme com ele. "Meu coração não tem divisão". Precisamos ajudar o Friburguense e empurrar o time que, de fato, não teve um início brilhante na competição. Mas nosso destino tem que ser o retorno à elite. Precisamos colaborar com esse destino.

Amanhã, 17, 15h, o jogo dos jogos. A decisão para seguir firme na busca pelas semifinais do turno. Diante do São Gonçalo, não há escolha. É vencer ou vencer! É uma final! Isso porque é o último confronto direto com uma equipe que está acima na tabela. O São Gonçalo tem 11 contra 7 do Frizão. Isso quer dizer que o Friburguense tem que vencer e torcer por pelo menos mais um tropeço do adversário que ainda enfrenta Serrano, Goytacaz e Tigres. Aliás, o Goytacaz, com 100% de aproveitamento, é o fiel da balança. A equipe campista enfrenta ainda Duque de Caxias (10 pontos) e São Gonçalo. Barra da Tijuca (9) e Tigres (8) são as outras equipes que estão na frente do Friburguense. O que ajuda muito o Tricolor da Serra são os confrontos entre os times que estão à frente. Dessa forma, as contas para se classificar não são das mais difíceis. Se vencer todos os seus confrontos, precisa de apenas um tropeço do São Gonçalo para conquistar a vaga. No entanto, se perder ou empatar amanhã, em casa, o sonho da classificação para as semifinais do turno praticamente acaba. E nós não queremos isso! Então, é ir ao Eduardo Guinle, ser o 12º jogador para que superemos as adversidades e provemos o favoritismo de quem nunca devia ter caído de divisão.      

Salários Estado (1)

Enquanto os profissionais da Educação e da Segurança receberam integralmente os vencimentos de maio, os servidores das demais categorias tiveram apenas uma parte dos salários de abril pago na véspera do feriado. O Estado pagou somente R$ 700 dos salários devidos que deveriam ter sido pegos no dia 15 de maio, seguindo o calendário do 10º dia útil.

Salários Estado (2)

O valor total do depósito feito pela Fazenda Estadual foi de R$ 138 milhões. Ainda segundo o órgão, de acordo com o resultado da arrecadação, será anunciado em breve quando acontecerá novo depósito. O Estado deve a estes servidores e aos inativos e pensionistas, portanto, boa parte dos salários de abril, os salários de maio e ainda o 13º.

Publicidade
Agora Faz
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.