O fico de Zé Ricardo e a goleada tricolor

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Hoje é dia

  • Nacional do Livro Didático

O dia

  • Há exatos oito anos, um terremoto de magnitude 8,8 na escala Richter atingiu a cidade de Concepción, no Chile. O tremor chegou a ser sentido nas áreas mais altas da cidade de São Paulo. Boa parte do Chile ficou destruída, e centenas de pessoas morreram.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • Estoque de imóveis cai 12% e pode levar preços a subirem neste ano
  • TCU aponta que pedágios têm aumento de até 70% acima da inflação
  • Temer discute opção de Meirelles ser candidato do MDB à presidência
  • Após fim do Palio, Fiat vai simplificar Uno para abrir espaço ao Argo
  • Chaves estreia no Multishow no dia 21 de maio com episódios inéditos

Palavreando

Não há nada tão seu quanto o ritual diário do seu lugar com as suas atitudes e soma que dá ao seu mundo particular com alguns particulares.

O fico de Zé Ricardo e a goleada tricolor

Caiu o último invicto do Estadual. Caiu despencando na maior goleada em clássicos dos últimos tempos. Os reservas do Flamengo perderam de quatro para o Fluminense que vem mostrando ótima recuperação. Ainda que tenha sido contra os reservas, é uma goleada de peso que mostra que a competição pode ter surpresas. O Flamengo continua sendo o favorito ao título, no entanto o crescimento tricolor na competição aliado ao foco no Estadual, colocam o Fluminense como candidato.

Zé Ricardo vive lua de mel com a torcida do Vasco e com a diretoria cruzmaltina. Afinal, faz um excelente trabalho. Alguns o apontam como mais importante que o elenco. O treinador revelado pelo Flamengo fez uma escolha de risco. Deixou os milhões do futebol árabe por um projeto de longo prazo. O fato é que o futebol é dinâmico e a cultura brasileira é de demitir treinadores nos primeiros reveses. A decisão da diretoria em estender o tempo de contrato também é um risco, ainda que a lua de mel esteja em curso. A torcida grita seu nome e comemora a permanência. Até quando? Tomara que por muito tempo.

Fato é que Zé Ricardo desponta como um dos melhores da nova geração. O que ele fez com o Vasco desde que assumiu o cargo é espetacular. Tirou o time da briga de baixo no Brasileiro e levou à fase principal da Libertadores. Isso tudo em meio aos sérios problemas da política vascaína com o fim da era Eurico Miranda. Ele sobreviveu e protegeu a todos que continuam lá.

Acho que o Flamengo deixou escapar um excelente treinador. Mas não surpreenderá se o Vasco se desfazer dele nas primeiras intempéries. Só o tempo dirá. Por isso, a escolha dele em trocar os milhões árabes pelo projeto de ser um dos mais reconhecidos do Brasil é tão arriscada. Mas também revela sua personalidade e que o sonho profissional está acima do dinheiro.

Dinheiro da corrupção

Parte do dinheiro recuperado pela atuação da força tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal no Rio de Janeiro poderá ser aplicado na reforma das escolas estaduais. O termo de cooperação técnica que estabelece os critérios de aplicação será assinado hoje, 27. Os recursos deverão ser utilizados exclusivamente na execução de obras e melhoria de infraestrutura das escolas.

Reforma de escolas

Um diagnóstico da rede estadual de ensino, realizado pelo projeto MPEduc, executado em parceria com o Ministério Público Estadual, revelou que entre outros problemas, a deficiência da estrutura física é um desafio que se apresenta em pelo menos 64% das 1.221 unidades escolares mapeadas no Rio de Janeiro. O termo estabelece que os recursos liberados deverão ser recebidos através de fonte orçamentária diferenciada a fim de facilitar a fiscalização da sua devida aplicação.

R$ 451 milhões

Igualmente não poderá, sob nenhuma circunstância, acarretar a diminuição do repasse de verbas para educação previstos em lei e não poderão ser computados no percentual de 25% que o estado deve investir em educação. Para obter o recurso, a Secretaria estadual de Educação deverá solicitar à Justiça, por meio da PGE, a devolução dos valores recuperados nas ações judiciais que o MPF indicar. A força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro recuperou, até o momento, R$ 451,5 milhões em acordos de colaboração.

Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.