Emancipação não é solução

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

quinta-feira, 01 de março de 2018

Hoje é dia

  • Aniversário do Rio de Janeiro
  • da Vindima (Colheita de uvas)
  • das crianças doentes
  • do turismo ecológico
  • Pan-Americano do Turismo

O dia

Em 1º de março de 1555, Nostradamus publicou o livro “Os Séculos”, contendo profecias sobre o futuro da humanidade.

Observando...

Cinco notícias que talvez você não tenha visto

  • Novo ministro da Defesa é contra Boeing-Embraer
  • Para manter lucro alto, instituições financeiras reajustam tarifas para clientes
  • CVM multa empresa de Silvio Santos em R$ 38 milhões no caso Panamericano
  • CBF negocia para Brasil enfrentar Áustria antes da estreia na Copa
  • Globo mantém Fagundes afastado de novelas até 2019

Palavreando

Há tanto por aprender com a simplicidade de ser feliz que há muitas possibilidades e probabilidades de ser intenso como a chama que nunca se apaga e extraordinário como a lágrima que não se estraçalha.

Emancipação não é solução

Os argumentos pró emancipação de Lumiar e São Pedro da Serra com relação a Nova Friburgo sempre são cogitados. Os dois distritos turísticos se sentem desprezados pela prefeitura e cansados de buscar soluções junto a gestão municipal, evidenciam que a única solução seria a independência. O mesmo ocorre com o distrito de Papucaia, em Cachoeiras de Macacu. Um pouco diferente, mas semelhante com a localidade de Maria Joaquina que nesta semana obteve legislação para sair do município de Cabo Frio e passar a integrar Armação dos Búzios.

Em busca de soluções, esses movimentos tentam dar um basta as aflições da população. Mas emancipar resolve? Ao meu ver, não. Porque a tal independência só ocorre mesmo quando se trata de um país que fabrica seu próprio dinheiro, faz suas próprias leis gerais e não depende de ninguém acima de si mesmo.

Se você me perguntar: O Estado do Rio de Janeiro deveria virar um país? Responderia que sim, como medida extrema ao que estamos vivenciando. A União tira mais do que dá ao Rio. Esse é um fato orçamentário. Município virar país não é possível. Estados sim! Assim distritos virarem município só ampliam os gastos, ainda que possa dar uma maior sensação de presença que não ocorre atualmente em algumas dessas localidades. Mas sensações passam rápido. O período de muitas emancipações como visto na década de 90 passou e se mostrou um erro, com raras exceções.

Consciência coletiva deve existir, portanto, no momento das eleições. Aí está o grande erro. Por isso, algumas regiões se sentem abandonadas, pois não votam certo! Problema que continuaria no caso de se emancipar. Voto tem consequência para todos, seja bairro, distrito, município, estado ou mesmo país.

Lumiar e São Pedro da Serra são exemplos para Nova Friburgo que deveria cuidar melhor dos dois distritos. Lá se vai mais de uma década que as localidades receberam escola, creche e posto de saúde. De lá pra cá, nada mais aconteceu. Por isso, são legítimos os protestos e a fala de emancipação. Para frear isso, Nova Friburgo precisa aprender com os distritos e integrá-los. Se não fizer isso agora, esses movimentos podem ser mais difíceis de serem contidos num futuro muito próximo.   

Taxa extra Correios

Os Correios criaram uma taxa extra para a entrega de encomendas na cidade do Rio. Segundo a estatal, a violência chegou a níveis extremos, e o custo para entrega de mercadorias sofreu “altíssimo impacto”. Por isso, foi estabelecida uma cobrança emergencial de R$ 3 para as entregas destinadas à capital. A estatal informou que a tarifa extra foi necessária para cobrir custos "de manutenção da integridade dos empregados, das encomendas e até das unidades dos Correios".

Aumento de tarifa

Segundo a empresa, a cobrança poderá ser suspensa a qualquer momento, desde que a situação de violência seja controlada. Os Correios anunciaram ainda que vão aplicar um reajuste médio de 8% nas tarifas do frete de encomendas para os objetos postados entre capitais e nos âmbitos local e estadual já a partir do dia 6 de março.

Metas policiais pagas

O governo do estado pagou ontem, 28 de fevereiro, R$ 20 milhões referentes ao Sistema Integrado de Metas (SIM) pendentes a servidores da área de segurança pública. Ao todo, serão beneficiados 17.343 policiais civis, policiais militares e servidores do Instituto de Segurança Pública (ISP). Esta é a primeira – referente ao segundo semestre de 2015 – de quatro parcelas que serão depositadas sempre no fim de cada mês.

Olimpíada de matemática

Estão abertas as inscrições para a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Em sua 14ª edição, essa é mais uma oportunidade para os estudantes mostrarem seus conhecimentos na maior competição científica do Brasil, realizada pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). Alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio podem participar. As inscrições devem ser realizadas pelas escolas, no endereço www.obmep.org.br, até o dia 2 de abril.

Publicidade
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.