Alberto Braune só para pedestres

Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Hoje é dia

  • Mundial sem carro
  • dos amantes
  • da banana
  • do estudante secundário
  • Nacional do contador
  • Nacional da fauna

O dia

Em 22 de setembro de 1976, a Aliança Anticomunista Brasileira sequestrou, espancou e ameaçou de morte dom Adriano Hipólito, então bispo de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O extremismo não perdoou nem um membro importante da Igreja Católica.

Observando...

Cinco notícias que, talvez, você não viu

  • Dilma usará segunda denúncia contra Temer em sua defesa
  • Senado arquiva sugestão de tornar o funk uma manifestação criminosa
  • Estudo indica que idade do pai afeta alterações no DNA dos filhos mais que a da mãe
  • Julio Brant lança candidatura à presidência do Vasco e esquenta disputa
  • Vida de Silvio Santos em história em quadrinhos de 1969 é relançada

Palavreando

Esses que vivem ufanando a renovação e a união dos contrários só desejam se manter onde estão.

Alberto Braune só para pedestres

Hoje, 22, é o dia mundial sem carro. A campanha visa estimular uma reflexão sobre o uso excessivo do automóvel, além de propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência que criaram em relação ao carro ou moto. A ideia é que essas pessoas experimentem, pelo menos nesse dia, formas alternativas de mobilidade, descobrindo que é possível se locomover pela cidade sem usar o automóvel e que há vida além do para-brisa. É uma defesa do meio ambiente e também da qualidade de vida nas cidades.

Nova Friburgo vive com constantes problemas de mobilidade urbana. E não há como discutir mobilidade urbana sem falar de planejamento e transporte público de qualidade. Duas coisas que são problemas crônicos e antigos no cotidiano friburguense. Falta coragem para decidir, sobra preciosismo para pensar, o que ocasiona mais do que ausência de ousadia – inércia.

A provocação de mudar a lógica da nossa principal avenida não é polemizar, mas trazer reflexões que vão além do ir e vir dos carros. Uma Avenida Alberto Braune só para pedestres e transporte público. Dadas as devidas proporções, a cidade do Rio de Janeiro fez isso. Fechou parte da Avenida Rio Branco para os carros. A aprovação é quase unânime. Nessa tese, por óbvio, há que levar em consideração os fatores ambientais, mas também econômicos. O comércio precisa ser ouvido, a população também. Mas se cria um cenário de obrigação para uma melhora revolucionária no transporte público. Seja pelos ônibus e/ou no bom sonho do trem do Heródoto.

Aliás, a cidade precisa ser devolvida às pessoas, para privilegiar as pessoas. Muito mais do que por uma questão de estética. Mais do que falar da Avenida Alberto Braune, se faz necessário criar outros espaços em que se possa fortalecer o caminhar, o comércio e a natureza. O que quero dizer é que há necessidade de um debate, inclusive futurista, do tipo de “qual cidade que realmente queremos para além dos 200 anos?” Manter como está é que não dá! Mas com a atual preguiça, nada mudará!

Compras no Brás

Muito comum entre friburguenses, as viagens de ônibus fretados ao Brás, em São Paulo, para compras de produtos no atacado para revenda, podem render prejuízos aos viajantes. A operação Barreira Fiscal, tem feito diversas apreensões de brinquedos, bijuterias e roupas sem nota fiscal. Além da perda da mercadoria, são autuadas as empresas transportadoras e os passageiros dos veículos por transportarem mercadoria sem documentação fiscal.

Barreira fiscal

A operação Barreira Fiscal visa fiscalizar o trânsito de mercadorias no estado e coibir a sonegação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), além de atuar na apreensão de drogas, armas e produtos pirateados e combater crimes ambientais. Entre os cinco postos fixos de fiscalização, o da Via Dutra, em Itatiaia, é a que mais faz apreensões desse tipo, justamente por estar no caminho de quem faz compras no Brás.

Exportações

O segmento de bebidas é o que mais contribuiu para o aumento das exportações fluminenses no primeiro semestre deste ano. Nossa região se notabiliza pela fabricação de cachaças premiadas e reconhecidas internacionalmente, especialmente em Carmo e em Nova Friburgo.   

Bons resultados

As exportações de produtos básicos alcançaram, no primeiro semestre de 2017, seu melhor resultado desde 2012, com incremento de 138% nas vendas externas. As exportações somaram US$ 11 bilhões contra US$ 5,6 bilhões em importações, gerando um saldo comercial positivo de US$ 5,4 bilhões. 

Foto da galeria
Bem-vinda a primavera. A nova estação começa hoje, 22, oficialmente às 17h02, e para brindar a época das flores, compartilhamos a foto de Pedro Bessa. A vida floresce no símbolo de nossa reconstrução. Para e percebe o cotidiano que suspira
Publicidade
Agora Faz
TAGS:
Wanderson Nogueira

Wanderson Nogueira

Observatório

Jornalista, cronista, comentarista esportivo, já foi vereador e agora é deputado. Ufa! Com um currículo louvável, o vascaíno Wanderson Nogueira atua com garra no time de A VOZ DA SERRA em Observatório, sua coluna diária.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.