COP 23 – Pontos relevantes

Renata de Rivera

Meu Bairro Sustentável

O projeto do núcleo Meu Bairro+200 idealizado por Renata de Rivera visa tornar Nova Friburgo uma cidade sustentável. Sua coluna traz dicas de ações por uma cidade mais limpa, com menos lixo e poluição e uma vida mais saudável.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Você sabe o que é a COP? Conhece seus objetivos? Essa semana vamos saber quais foram seus pontos principais e quem se interessar pode estudar mais profundamente sobre o assunto.

Significado

A COP 23 ou Conferência das Partes é uma convenção das Nações Unidas sobre a mudança do clima. Sua sigla em inglês é UNFCCC (United Nations Framework Conventionon Climate Change). A COP é considerada o principal fórum internacional de discussão de questões relacionadas às mudanças do clima e sua realização é fundamental, pois resulta em várias decisões importantes e negociações a nível global como o “Acordo de Paris” (pacto mundial em que cada nação deverá fazer sua parte para frear o aumento da temperatura média do planeta e, assim, evitar os prejuízos associados como secas e enchentes) que foi negociado na COP 21 realizada em 2015.

Última conferência

A última conferencia foi realizada na cidade de Bonn, na Alemanha entre os últimos dias 6 e 17.

Objetivos

Um dos principais objetivos da COP 23 foi a finalização do “livro de regras”, um texto detalhado sobre como alcançar as metas do Acordo de Paris, onde 195 países se comprometeram em limitar o aquecimento global a menos de 2 graus Celsius, se esforçando para não passar de 1,5°C.

Estamos próximos da meta?

Infelizmente não estamos e não percebemos claramente como alcançá-la nem mesmo como um país poderá fiscalizar o outro com relação ao cumprimento do pacto e ao compromisso estabelecido.

O Brasil

Juntamente com outros 19 países, o Brasil assumiu o compromisso de desenvolver a bioenergia,  lançando declaração conjunta para a reduzir as emissões no setor de transportes através da promoção da bioeconomia, contribuindo assim para conter o aumento da temperatura global e os juízos associados.

Na declaração, os 20 países integrantes da plataforma lançada na COP 22 e que representam 37% da economia global, declaram seu compromisso com o desenvolvimento de biocombustíveis e da bioeconomia. Para alcançar tais objetivos, governos e investidores concordaram formalmente em estabelecer metas para o setor e construir um plano de ação.

Quais são esses países

Assinaram a declaração Argentina, Brasil Canadá, Dinamarca, Egito, Finlândia, França, Índia, Indonésia, Itália, Marrocos, Moçambique, Holanda, Paraguai, Filipinas, Suécia, Reino Unido e Uruguai.

Colocando em prática

Segundo informações do site do Ministerio do Meio Ambiente (www.mma.gov.br/), uma proposta para a criação da Política Nacional de Biocombustíveis (Renovabio) foi apresentada no evento. A Renovabio, iniciativa alinhada às metas assumidas pelo Brasil no contexto do Acordo de Paris sobre mudança do clima, prevê através da articulação com a sociedade civil e o setor privado, a expansão sustentável da produção e participação do setor.

Brasil recebe o repasse de R$ 370 milhões

Outra boa notícia foi o recebimento de um dos maiores repasses internacionais já feitos com o objetivo da preservação de florestas e espaços indígenas. Foram doados pelos governos da Alemanha e Reino Unido cerca de R$ 370 milhões a projetos de preservação ambiental.

Os Estados Unidos

Apesar do presidente americano Donald Trump ter anunciado em junho deste ano a saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, representantes governamentais e independentes dos EUA marcaram presença na convenção e ainda clamaram por “mais ambição” dos países no combate ao aquecimento global.

Na coluna desta semana oferecemos apenas uma pequena “pincelada” do que foi a COP 23. Caso você tenha se interessado pelo assunto e queira conhecer um pouco mais,  pode se aprofundar mais em: www.mma.gov.br) e cop23.unfccc.int ou ainda em outras fontes confiáveis. Boa leitura e até semana que vem!

Seja um parceiro do Meu Bairro Sustentável!

Contatos: 22 999 383408
e-mail: meubairrosustentavel@outlook.com
facebook.com/meubairrosustentavel – facebook.com/disqueoleousado

Publicidade
TAGS:

Renata de Rivera

Meu Bairro Sustentável

O projeto do núcleo Meu Bairro+200 idealizado por Renata de Rivera visa tornar Nova Friburgo uma cidade sustentável. Sua coluna traz dicas de ações por uma cidade mais limpa, com menos lixo e poluição e uma vida mais saudável.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.