Salvador da Pátria

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Para pensar:

"Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras."

Francisco de Assis

Para refletir:

"A qualidade do sistema educacional de uma nação será uma das principais determinantes - talvez a principal - de seu êxito durante o próximo século e para além dele."

Howard Gardner

Salvador da Pátria

Em nossa atual cultura política, a figura do bode expiatório parece cumprir um papel quase que essencial para a continuidade de certos mandatos.

É ele (ou ela), afinal, que dá aos governos a oportunidade de empregar o discurso do "confiei nas pessoas erradas", ou "não sabia de nada", e assim estabelecer um marco de separação e recomeço dentro da própria administração, passando a falar do passado recente como se nada tivesse a ver com ele.

É abominável, mas acontece o tempo todo.

Requisito

Para a encenação "funcionar", no entanto, um detalhe é muito importante: é preciso que o cidadão saiba do papel que lhe é reservado e concorde com ele, a partir do que lhe for oferecido por seu silêncio.

Um pagamento quase sempre feito com dinheiro público, claro.

Ação e reação

Porque quando os personagens não concordam com o arco de suas histórias, a situação tende a fugir ao controle.

Procuram um bom escritório de advocacia, e quem está por trás do roteiro se apavora.

Não faz muitos dias, aliás, teve gente descendo a serra para tentar estancar esse tipo de reação.

E não parece que vai ser fácil, cá entre nós.

À disposição

Em resposta à nota da leitora que pedia informações sobre o projeto de lei que pretende assegurar a gratuidade no transporte coletivo a alunos de baixa renda e bolsistas integrais em escolas particulares, a Secretaria de Expediente da Câmara Municipal entrou em contato com o colunista para dizer que não foi procurada, e que está à disposição dos pais para esclarecer dúvidas e ouvir sobre suas necessidades.

Não pode

Ainda a esse respeito, uma mãe escreveu à coluna para relatar a situação de duas crianças que, por falta de recursos financeiros, caminham todos os dias desde o bairro Jardinlândia, no distrito de Conselheiro Paulino, até o Colégio Nossa Senhora das Dores.

Perdoem o colunista, mas há pessoas com direito a gratuidade que não precisam dela - e isso sobrecarrega a todos os que pagam.

Crianças, no entanto, não podem ser submetidas a tamanho sacrifício para que possam estudar.

Outro lado

Mas é claro que não existe almoço de graça, e não se pode ser irresponsável ou populista quando existe um balancete a ser fechado.

Paulo Valente, diretor da Faol, manifestou ao colunista sua preocupação em relação à eventual aprovação da lei sem a devida fonte de custeio, e o colunista entende que é uma preocupação igualmente justa.

O debate, todavia, parece oportuno num período em que a próxima tarifa está sendo negociada.

Prever o imprevisto

Quem passou pela Praça Getúlio Vargas por volta das 14h30 de ontem, 28, testemunhou uma cena que poderia facilmente ter evoluído para uma tragédia, próximo à Estação Livre.

A coluna não vai entrar em detalhes desnecessários, mas frisa apenas o essencial: se um determinado motorista estivesse correndo, como tantos outros que passam por ali, as consequências teriam sido muito sérias.

A moral, nesse caso, importa mais do que a história.

Referência

Na tarde de terça-feira, 27, o presidente da Câmara Municipal, vereador Alexandre Cruz, recebeu em seu gabinete uma comitiva composta pelo chefe do Legislativo de Quissamã e outros dez vereadores daquele município.

Fazendo fila

O objetivo da visita foi conhecer detalhes sobre a gestão e a infraestrutura de nossa Câmara, em busca de soluções que possam ser adaptadas a contextos diferentes.

Desde que a atual gestão iniciou seus trabalhos, em janeiro de 2017, está é a 14ª delegação que visita Nova Friburgo com a mesma intenção.

Doloroso

Um dia após chamar atenção para a passarela afetada pelas chuvas no caminho entre Duas Pedras e a Chácara do Paraíso, o geógrafo Pedro de Paulo envia ao colunista imagens de um vazamento de esgoto surgido no Rio Santo Antônio, bem próximo ao viaduto Geremias de Mattos Fontes.

Desnecessário solicitar que a questão seja tratada com a devida urgência, não é?

Pergunta

A coluna teve a alegria de receber duas fotos enviadas por leitores, que irá aproveitar para o desafio nos próximos dias.

Hoje, no entanto, presenteamos os frequentadores com mais um belo recorte promovido pelo talento generoso de Regina Lo Bianco, a quem agradecemos novamente.

E então, os amigos conseguem identificar onde se encontra este detalhe arquitetônico?

Boa sorte a todos!

Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.