Novo prazo

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Para pensar:

“O homem explora o homem, e por vezes é o contrário”

Woody Allen

Para refletir:

“Saber o que é o correto e não o fazer é falta de coragem.”

Confúcio

Novo prazo

Sabe aquilo tudo que a coluna publicou dois dias atrás sobre a aprovação da nova Lei Orgânica Municipal e a sessão legislativa mais importante das últimas décadas?

Pois é, pode esquecer.

O governo reuniu-se com vereadores da base, e uma nova proposta foi feita.

Foi acordado que a votação da nova LOM acontecerá impreterivelmente até o dia 12 de junho, sem vacatio legis.

Ou seja: sendo aprovada, entra imediatamente em vigor.

Sem surpresa

Quem leu a coluna de terça-feira, 8, com atenção certamente notou o uso de expressões como “deve ser votada hoje”, ou “a se confirmar a votação”.

Sim, já eram sensíveis os sinais de algumas pessoas gostariam de ver o prazo prorrogado.

E, para ser sincero, não chega a haver mal nisso.

Se servir para tornar a lei melhor, ótimo.

De olho

O que não pode, de forma alguma, é haver ação de quem foi omisso durante todo o processo de elaboração no sentido de desvirtuar o espírito da lei, e dos avanços que promove.

A coluna vai acompanhar todo o processo com a máxima proximidade.

Oportunidade

De qualquer modo, o adiamento termina por abrir uma oportunidade interessante.

A redação da lei será - se é que já não foi - disponibilizada à população em página específica na internet.

E se, a partir da leitura, alguém tiver alguma sugestão a fazer, pode encaminhar ao gabinete do relator, vereador Professor Pierre.

O quanto antes, melhor.

Reconhecimento

O atraso impede que o principal legado do bicentenário - a nova LOM - seja entregue na data prevista, em inevitável desrespeito a quem sacrificou muita coisa para que o prazo pudesse ter sido cumprido.

Mas não faz mal.

O esforço dos bons vereadores do atual mandato tem sido fartamente reconhecido através do presidente Alexandre Cruz, que tem dado exemplo de postura ao garantir a governabilidade sem abrir mão da independência dos poderes.

Terrinha

A homenagem mais recente aconteceu em Portugal, onde o presidente da Câmara Municipal foi condecorado, no dia 26 de abril, com a Comenda Pedro Álvares Cabral.

O evento foi realizado em Belmonte, cidade natal do descobridor, e contou com a presença do embaixador do Brasil em Portugal, Luiz Alberto Figueiredo Machado, entre outras autoridades.

Registro

Alexandre Cruz recebeu a comenda das mãos do português António Rocha, presidente da Câmara Municipal de Belmonte, e de Dom Galdino Cocchiaro, presidente da Heráldica e Humanística de São Paulo.

Na foto, o chefe do Legislativo friburguense ao lado de António Rocha, presidente da Câmara Municipal de Belmonte, em Portugal.

Contribuição sindical

A 9ª Subseção da OAB em Nova Friburgo, promove no sábado, 12, das 9h às 13h, um painel sobre o tema Contribuição Sindical e Deliberações Coletivas de Trabalhadores.

Os presentes terão acesso a uma análise jurídica da contribuição sindical voluntária e do Sistema Legal Brasileiro de Custeio Sindical e Federativo, com Mário Sérgio Pinheiro, desembargador do TRT da 1ª Região, e do mediador Aderson Bussinger, diretor do centro de documentação e pesquisa da OAB-RJ.

Preparando o futuro

A nova diretoria da Associação Comercial de Nova Friburgo se reuniu na manhã de segunda-feira, 7, com o objetivo de dar início ao planejamento da nova gestão e apresentar o trabalho da equipe realizado durante a vigência da diretoria 2016/2018.

Casa cheia

Estiveram presentes o presidente eleito da Associação Comercial de Nova Friburgo, Júlio Cordeiro, o vice-presidente de finanças, Flavio Stern, o vice-presidente de comércio, Adriani Evaristo Monteiro, o vice-presidente de administração, Juvenal Condack, o vice-presidente de agronegócios, Alexandre Jacintho, o vice-presidente de serviços, turismo e cultura, Roosevelt Concy, a presidente do conselho deliberativo, Fany Kliger Zissu e o vice-presidente do conselho deliberativo, Bernardo Botelho.

Voz do povo

Os usuários fizeram de A VOZ DA SERRA a sua voz, e foram ouvidos.

A partir da solicitação de usuários que queixaram-se por inúmeras vezes ao jornal, a empresa 1001 voltou a oferecer o serviço leito nos ônibus que fazem a linha Nova Friburgo x São Paulo.

É sempre uma satisfação quando conseguimos ajudar.

Afinal, estamos aqui para isso.

Fala, leitor!

“Faço caminhada regularmente na avenida que liga Conselheiro Paulino a Duas Pedras, assim como outras inúmeras pessoas. Entretanto, um fato tem-me chamado a atenção: a quantidade de lixo no chão, na grama ao longo da via. Em especial nos pontos dos ônibus. Alguns deles possuem lixeira, mas, em geral, estão abarrotadas e transbordando de lixo. Os campeões são guimba e maços de cigarros. Outro aspecto é a quantidade de areia junto à calçada.”

Segue

“É evidente que parte do problema está diretamente relacionado à educação das pessoas, e isso só será resolvido dentro da própria casa de cada um. O segundo ponto é a ação dos agentes públicos no cuidado com a cidade. Na minha modesta opinião, bastariam dois funcionários para dar conta da limpeza dessa área e um caminhão recolhendo a areia existente. Além do aspecto da sujeira, a areia potencializa o risco de acidentes, pois é muito escorregadia para veículos, bicicletas que transitam no local.

Assina a mensagem o leitor Dilson Guaraci da Cunha, que também responde pelo crédito da foto.

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

  • Foto da galeria

Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.