Hora de acordar

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

quarta-feira, 09 de agosto de 2017

Para pensar:

“Para os crentes, Deus está no princípio das coisas. Para os cientistas, no final de toda reflexão.”

Max Planck

Para refletir:

“Só o inimigo não trai nunca.”

Nelson Rodrigues

Hora de acordar

Ao que parece a coluna de ontem tocou num ponto nevrálgico de nossos dias, ao cunhar a expressão “baixa imunidade comunitária”.

Além de ter recebido resposta do Observatório Social, a qual reproduz mais adiante, diversos temas sugerem a propensão de nosso tempo a comprar o discurso do “rouba mas faz”, ou outros de natureza semelhante.

Chacoalhada

Talvez demasiadamente acostumados a promessas não cumpridas, talvez mortificados pela longa sequência de retrocessos e notícias negativas, estejamos todos nos conformando com aquilo que é ruim, sempre foi ruim, mas ao menos ainda não piorou.

Talvez estejamos todos precisando rever com urgência o discurso final do gênio Charlie Chaplin, em “O Grande Ditador”.

Tem que sair

O sonhado Hospital de Oncologia é bom exemplo de assunto aparentemente envolto nesta nuvem de apatia.

Não se pode, contudo, deixar enraizar-se a ideia de que, “ok, eis aí mais uma promessa que rendeu votos e não saiu do papel.”

O sofrimento decorrente de mais este descalabro cometido pelo governo estadual é grande demais para que a sociedade não se mobilize até o fim por sua concretização.

Contra a maré

E é bom que todos saibam que o desafio não é pequeno.

O maior dilema, atualmente, não se refere tanto à concretização da obra, mas à própria administração do hospital, cujos gastos são estimados em R$ 8 milhões/mês.

Num governo que abertamente diz cumprir a agenda do mercado, esse tipo de investimento (apenas quatro vezes maior do que cada uma de duas famosas mesadas negociadas recentemente com Joesley Batista) está longe de ser prioritário.

Dia importante

Dentro deste contexto de indefinições, esta quarta-feira surge como um dia bastante importante.

A partir das 9h30 da manhã, a Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Câncer realiza audiência pública no auditório Nelson Carneiro, na Alerj, para tratar justamente das obras e do posterior funcionamento do Hospital do Câncer de Nova Friburgo.

Aspas

“Já passou do absurdo a paralisação das obras há mais de um ano e a total ausência de respostas oficiais. Não dá para atrelar tudo à crise do Estado e ficar de mãos atadas. É preciso se movimentar e encontrar alternativas para que as obras voltem imediatamente e também é importante, desde já, pensar no funcionamento do hospital, talvez com parcerias de instituições”, declarou o deputado estadual Wanderson Nogueira, vice-presidente da Frente Parlamentar.

Ecoando

Conforme antecipado no início da coluna, o Observatório Social enviou comentário à coluna de terça-feira, 8,

“Realmente estamos com baixa ‘imunidade comunitária’. Diversas instituições comunitárias estão pouco comunicativas ou hibernando. Mas a boa notícia é que nossa instituição está disposta a aumentar os índices de participação comunitária em Nova Friburgo, e para isso agendou Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para o dia 23 deste mês, às 18h30, na sede da Acianf. Nessa Assembleia será eleita a nova diretoria, que terá uma carga intensa de trabalhos comunitários pela frente.”

Posicionamento

O Observatório também se manifestou em apoio ao vereador Pierre Moraes, a respeito do episódio citado ontem, o qual já ganhou diversos desdobramentos.

“Temos uma posição de apoio ao vereador Professor Pierre. Entendemos que a busca de recursos financeiros para uma instituição beneficente não pode ser feita onerando, compulsoriamente, os cidadãos. Principalmente quando se tenta extrair dinheiro ao arrepio das normas legais que regem tal assunto.”

Fumaça

O referido episódio, por sinal, vem evoluindo de maneira surpreendente.

Por um lado, o colunista tem o dever de informar que o vereador sofreu uma clara ameaça em retaliação à sua atuação.

A atitude, tão destemperada quanto outras que têm marcado o caso, chama atenção e começa a fazer sentido quando o fio começa a ser puxado.

Ao que parece, o vereador mirou no que viu, e acertou no que não viu.

Esse assunto ainda vai render bastante nos próximos dias...

Fazendo arte (1)

A Comissão de Educação da Alerj, presidida pelo deputado Comte Bittencourt, realiza audiência pública hoje, às 10h, buscando estreitar os laços entre os professores de arte da rede pública e a Seeduc.

Os professores da disciplina vêm encontrando dificuldades para exercer suas atividades nas escolas estaduais, e o encontro vai “buscar alternativas para o aprimoramento da qualidade de ensino oferecido na área”.

A reunião contará também com a participação do Ministério Público e da Defensoria Pública.

Aspas 2

“Precisamos conhecer de perto as demandas destes profissionais, assim como as necessidades de nossos alunos, sempre com o olhar voltado ao aprimoramento do ensino oferecido em nosso estado”, argumentou Comte.

Respostas (1)

Após um dia de folga, a coluna retoma o desafio e abre a sessão de respostas registrando os acertos de Italo Carino, Cláudio Damião e Rodrigo Inácio, ainda em relação ao desafio da ponte na Rua Leuenroth.

Parabéns aos três.

Respostas (2)

Rodrigo Inácio e Cláudio Damião, por sinal, também acertaram o desafio publicado no fim de semana, identificando parte de nosso antigo fórum no belo clique de Regina Lo Bianco.

Além deles, respostas corretas também para José Nilson, Silvio Poeta, Stenio de Oliveira Soares, Antonio Carlos Bueno, Igor Santos, Gilberto Éboli, Marcelo Machado, Francisco Tavares, Rosemarie Künzel e Cristielton Viana.

O colunista dá os parabéns a todos, e recomenda a leitura dos comentários de cada coluna, sempre repletos de aulas dadas por estes leitores excepcionais.

Pergunta

E, para começar bem as brincadeiras da semana, nada melhor do que mais um daqueles enquadramentos perfeitos de Regina Lo Bianco.

Este daí, não sei não, acho que vai elevar um pouco a dificuldade para os leitores.

E aí, alguém se habilita a dizer onde a foto foi feita?

Boa sorte a todos.

Foto da galeria
Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.