Haja fôlego

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

sábado, 14 de abril de 2018

Para pensar:

"Existem mais pessoas que capitulam do que pessoas que fracassam."

Henry Ford

Para refletir:

"Questões que se resolvem com violência nunca ficam resolvidas."

James Joyce

Haja fôlego

Conforme a coluna havia antecipado em primeira mão, teve início na manhã da última quinta-feira, 12, a maratona de leituras com vistas à aprovação, em primeira discussão, da nova Lei Orgânica Municipal.

Os trabalhos se iniciaram por volta das 9h30, e seguiram com apenas breves interrupções até a meia-noite.

E mesmo assim o tempo não foi suficiente.

Em lapidação

Assim as atividades tiveram de ser reiniciadas na manhã de sexta-feira, 13, para que pudesse ter início o processo de ajustes e emendas, por ação do plenário.

A primeira aprovação finalmente chegou ao fim da tarde, por unanimidade.

Nas palavras do relator da peça, vereador Professor Pierre, o que se tem é uma pedra bruta, que agora será lapidada em conjunto pelo colegiado dos parlamentares.

Bem maior

Cá entre nós, a aprovação definitiva da nova LOM é absolutamente certa.

Resta apenas ver o teor das emendas e modificações que irá sofrer.

Aparentemente, contudo, a Câmara tem consciência sobre a importância do momento que vive, e entende que tem em mãos uma oportunidade preciosa de lançar as sementes para um novo século que reserve mais qualidade de vida à população do que este que está acabando.

O clima entre os vereadores, até o momento, é de colaboração, e esperamos que continue assim até o fim.

Anacronismo

A VOZ DA SERRA abre espaço nesta edição para aprofundar os princípios norteadores da nova legislação, de tal modo que a coluna pode se limitar a fazer o registro de um anacronismo que agora se agrava ainda mais.

Afinal, enquanto nossa lei orgânica passa a se alinhar com diversas tendências de vanguarda e incorpora termos como colivings, coworks e startups, nosso Código de Posturas continua falando em cocheiras...

Samba serrano

Em meio a tantos assuntos abordados ultimamente - e muitos outros que aguardam na fila - algumas pautas importantes relacionadas a nosso tradicional carnaval acabaram se acumulando.

Vamos a elas, portanto.

Eleições na Saudade

A Unidos da Saudade realiza eleições ordinárias neste domingo, 15, a partir das 10h30, na própria quadra da escola, no Bairro Ypu.

Até a última atualização feita pela coluna, Luiz Carlos Teixeira ainda encabeçava a única chapa inscrita.

Ressurge Vilage

A Vilage no Samba, por sua vez, continua sua luta para se recuperar do terrível incêndio que destruiu todas as alegorias e a estrutura do carnaval no dia 24 de fevereiro deste ano.

Também neste domingo, a partir das 13h, a comunidade promove na quadra da escola o evento Ressurge Vilage, com atrações que abriram mão dos respectivos cachês em prol da agremiação.

Apoio geral

Estão confirmadas as apresentações de Toque Serrano, DJ Saulo Emerick, Evandro Malandro (Grande Rio), Guto (Sossego), Emerson Dias (Salgueiro), carro de som da Vilage, Bateria Sinfônica da Vila e a participação dos ritmistas das agremiações co-irmãs de Nova Friburgo - algo que a coluna aplaude de pé.

Ingressos podem ser adquiridos na Ótica Carol.

Urubu da serra

Em reunião realizada no dia 25 de março, na sede da Sociedade Musical Beneficente Euterpe Friburguense, foi escolhida a nova diretoria do Bloco Urubu da Serra para o biênio 2018/2019, composta pelos seguintes membros: Jayro de Oliveira Lima (presidente de honra; Erick Lima Medina (presidente-diretor); Fernando Balassa (vice-presidente); Jerônimo Cunha (diretor jurídico); Letícia Abreu da Silva (1ª secretária); Clayton Condack (2º secretário); Juliana Bonin (1ª tesoureira); e Thais Cordeiro (2ª tesoureira).

Cavalgada

A 24ª Cavalgada de São Jorge será realizada no próximo dia 22, no Mercado do Produtor da Região Serrana, da Ceasa, em Conquista.

A concentração está marcada para as 10h, e o percurso será nas proximidades do mercado.

A organização informa que haverá show sertanejo e será proibida a participação de animal desferrado, bem como de dois cavaleiros sobre o mesmo animal.

A participação é aberta à comunidade.

Compromisso

O Massimo divulga o evento, mas não se furta a pedir a máxima atenção aos animais ao longo do evento.

Na certeza de que a maioria dos participantes se importam com o bem-estar dos amigos de quatro patas, a coluna pede ajuda para não ter de divulgar nenhum caso de abuso no dia seguinte ao evento.

Indo embora?

Uma dessas ciganas que têm oferecido seus serviços de futurologia nas cercanias da Catedral São João Batista parou o colunista e, de sopetão, informou que certa eminência parda de nosso município estaria considerando a ideia de fazer as malas para bater asas daqui.

Talvez por sentir a corda cada vez mais próxima do pescoço, o controverso personagem estaria acalentando a ideia de dar adeus ao Brasil.

Se tardar, falha

O Massimo não dá grande importância a esse tipo de previsão não.

Até mesmo porque, com o passar dos anos, acabou aprendendo a antecipar fragmentos do futuro de outras maneiras.

Mas seguro morreu de velho, não é verdade?

Publicidade
TAGS:

Giuseppe Massimo

Massimo

Coluna diária sobre os bastidores da política e acontecimentos diversos na cidade.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.