Um grande vulto do ensino friburguense

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

sábado, 18 de novembro de 2017

Edição 18 e 19 de novembro

Pesquisado por Guilherme Alt

Manchetes:

  • Homenageando um grande vulto do ensino friburguense: O deputado Álvaro de Almeida apresenta proposição na Assembléia Legislativa dando o nome do professor. Carlos Côrtes ao colégio estadual criado pelo governo do estado em novembro do ano passado. A iniciativa do querido homem o público foi recebida com manifestações de agrado em todos os setores.
  • O aniversário de Nelson Kemp: Transcorre no dia 21, o aniversário natalício do nosso companheiro de redação, Nelson Kemp. Depois de militar por longos anos no jornalismo carioca e de representar na Assembléia em cinco legislaturas, a zona dos cafezais e das serras, passou a residir definitivamente em Friburgo, que traz no coração desde a mocidade.
  • Será o cúmulo: Segundo faturamento que recebemos, relativo ao mês de outubro, o consumo de energia elétrica de nossas oficinas sofreu um aumento superior a 600%. Trata-se de uma tarifação de energia elétrica determinada pelo Conselho de Águas e Energia Elétrica.

Pílulas

  • A campanha “Todo Mundo é Filho de Deus” está fadada a amplo sucesso em Friburgo, entregue a um grupo realmente experimentado e que leva a sério as incumbências, notadamente no que respeita a trabalhar pelos párias da sociedade. Tendo como coordenadora a senhora Didi Sampaio Azevedo que escolheu para suas principais  assistentes as senhoras Laura Milheiros de Freitas e a professora Dilva Moraes Martins. Não haja dúvida de que os bônus da bondade serão colocados em proporções maiores do que qualquer outro município.
  • Sob a direção do seu presidente, o deputado. Álvaro de Almeida, esteve reunido no passado dia 11, no diretório do MDB friburguense. Além dos assuntos de rotina e os de interesse da qualificação eleitoral e filiação partidária, foi ventilado o assunto de ameaça de perseguição funcional por parte do diretor do D.E.R ao correligionário Dirceu Spitz. Como a “história” ainda não foi concretizada, ficou resolvido ajudar-se o desenlace ficando designada uma comissão para tomar qualquer medida urgente que o assunto venha a determinar. Franca e absoluta total solidariedade ao companheiro e repúdio a grosseira ameaça. Se vier quente estaremos todos fervendo.
  • O dr. Paulo Azevedo, chefe do gabinete municipal, reconheceu carinhosas demonstrações de amizade e camaradagem, por ocasião do seu natalício, o ocorrido no dia 11 último. Homenagens espontâneas nascido de puro desejo de manifestar ao moço delicado, idealista e sempre disposto a servir as expressões de contentamento pelo transcurso da efeméride.

Sociais:

  • AVS registra os aniversários de: Isabel dos Santos Bravo (19), Marizette Almeida, Harol Braune (20), Nelson Kemp, Maria Cristina Cordeiro (21), Regina Lúcia Yunes, Sérgio Miranda (22), Oswaldo Meyer, Nelly Monteiro, Regina Célia Salim (23), Ricardo de Oliveira, Olinda Vasconcellos (24), Maria Duque Laginestra, Constantino Lompretta, Geraldo Pacheco (25) e Paulo Folly (26).

Colunas

  • Em “Nova Friburgo na Sociedade”, W.W. Robson assina “Horóscopo”. “Aqui está a continuação do meu “horóscopo”. Sua divisão em partes, prendeu-se a uma necessária e indispensável concentração astral. Daí, ter passado uma semana completamente na lua, ouvindo estrelas, com o fundo musical de Nelson Gonçalves em “estou amando outra vez”. quando a sua primeira parte soube, houve sucessos e imprevistos. Um colega, por exemplo, (Aquário), seguindo-o mudou de ambientes tomando “umas e outras” na velha “Campeba”. Vomitou pra burro.
  • Em “Retalhos”, J.B da Silva destacou o feriado do dia 15 com certa ironia “Viva a República. E o mal. Em nossos dias, a expressão, infelizmente, está um tanto pejorada (no sentido duplo de diminuída e envergonhada), pois ‘viva a república’ passou a ser forma popular de dizer que está tudo na mais perfeita bagunça.” Teve destaque também os “falsos Messias. Falamos de amor ao próximo e, melhor seria, que os homens, ao tempo que consomem fortunas imensuráveis para chegar aos outros astros, ou em guerras de pontinhos de honra, consumissem o dinheiro que lhes sobra, em atendimentos aos menos favorecidos, dando-lhes condições de se igualarem a eles.”
Foto da galeria
Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.