​Sindicatos estranham falta de informações sobre o Plano Nacional de Saúde

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

sábado, 14 de julho de 2018

Edição de 14 e 15 de julho de 1968

Manchete:

  • Os sindicatos de Friburgo continuam a estranhar que o governo federal permaneça sem dar conhecimento ao povo dos detalhes do Plano Nacional de Saúde: O Plano será colocado em execução no dia 1º de agosto. O assunto é de capital importância para todos, não se compreendendo que o dito plano esteja sendo preparado dentro das quatro paredes de mofados gabinetes ministeriais.
  • Amaral Peixoto em Friburgo: A objetiva de Pascoal, colheu o flagrante ao lado, no jardim da residência de Dona Maria Duque Estrada Laginestra. No grupo, o prefeito Amâncio Azevedo, deputados Waldir Costa; Álvaro de Almeida, Celso Peçanha Filho e Hélio Azevedo. Vê-se ainda o “comandante da Vitória, a professora Ilka Peçanha, jornalista Ozias Stutz, Joaquim Pereira Bispo, e, outros próceres emedebistas”.
  • Seminários de Bancos: Friburgo escolhida para sede de importante conclave. “Nossa cidade será palco de importante convenção. Trata-se do 1º Seminário de Bancos e Instituições Financeiras de Assistências Técnica a Agricultura. A promoção do Banco Central do Brasil reunirá representantes do Ministério da Agricultura, Banco do Brasil, Ibra, Inda, Acar e de bancos que atuam com crédito ruralista na Guanabara, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás e na capital federal. O grande conclave que vai ser realizado aqui repercute nos meios de administração e da finança do país, e terá o patrocínio do Banco do Estado do Rio de Janeiro.

Pílulas:

  • O deputado Almirante do Amaral Peixoto recebeu carinhosas demonstrações de apreço e solidariedade política de próceres emedebistas locais quando visitou Friburgo. O “Comandante da Vitória” é líder autêntico e inconteste de uma grande grei de políticos e de amigos que lhe asseguram situação privilegiada na sucessão de Geremias. Os que não acreditam, verão…
  • A senhora Maria Estrada Duque Laginestra, em cuja residência Amaral almoçou e palestrou com amigos, recebeu, também, positivas provas de afetividade daqueles que acompanharam o saudoso Dante Laginestra em suas campanhas eleitorais e sob cuja batuta de fidelidade e coerência política tanto batalharam. Homem que não mudava de “camisa” e constituía exemplo dignificante na tomada de posições político-partidárias, Dante Laginestra lá do alto deve estar contemplando, verdadeiramente desolado, os “titubeios e as descaídas” de alguns calhordas que por aí vegetam sem deixar exemplo para posteridade.
  • A falta de recepção em Friburgo da imagem e do som da TV Globo, não honra a cidade. A  administração municipal bem que poderia acabar com o “baile”. A despesa com mais uma repetidora é pequena. No caso, estamos muitíssimos atrasados, com relação a municípios vizinhos, onde todos os sinais são recebidos. Será que está pegando no ânimo do nosso diligente prefeito, a informação de gente que não entende do riscado, qual seja de que é dificílimo captar o canal 4? A dificuldade existe somente em Friburgo? A verdade é que está faltando decisão, apenas decisão.

Colunas

  • Em “Ordem do Dia”, Pedro Cúrio, assina “Centenário da Matriz (o quinto da série)”. Já conhecemos os primórdios da construção de uma igreja Matriz na ex-vila de Nova Friburgo, a qual funcionava na varanda do chatô e mais tarde, numa das salas de sessões da Câmara Municipal, o que proporcionou várias desinteligências para com o abnegado Vigário, padre Jacob Joyce.  Hoje damos a conhecer o local escolhido pela comissão incumbida de estudar tão importante problema, conforme consta da cópia da comunicação feita à Câmara Municipal e comissão central, pois, todos os assuntos, só eram resolvidos, após designações de comissões especiais. [...]
  • Em “Nova Friburgo na Sociedade”, W. Robson assina “Goal”. “Amigos, o assunto é futebol. Futebol ‘Ordem do Dia’, nos barracos e palacetes das grandes metrópoles. Futebol do crioulo que ontem no ‘Jornal dos Esportes’ destacou a sua sagrada bíblia e Pelé o seu manto milagroso. Futebol do branco esnobado, “cheio de onda”, que nem desconfia quem descobriu o Rio Amazonas, mas que traz na ponta da língua o autor do primeiro tento da Copa Rio Branco em mil novecentos e la vai fumaça.
  • João Batista da Silva, assina “Retalhos”. “Nossos agradecimentos a senhorita Almeida, irmã do deputado Álvaro de Almeida por suas palavras carinhosas sobre a coluna, sua atual preferência. Encaminhamos solicitação à FEC, dos nossos companheiros de trabalho, no sentido de funcionar também aos sábados e domingos, a Biblioteca Municipal. É justa a pretensão. Trabalhador que estuda, tem somente na parte da tarde um espaço preciso de tempo para transporte, higiene e alimentação.

Sociais:

  • AVS registra os aniversários de: Izabel Novellis, Maria da Glória Barcellos Franchin Ximenes, Almirante do Amaral Peixoto (14); Thereza Cristina (15); Zuleika Alves (16); Aristides Machado, Lygia de Freitas, Rosimeire Kunzel, Marina Perestrello (17); Paulo Fernando Costa (18); Mario Haiut (19); Roberto Ventura, Elias Buaizz (20).
Foto da galeria
Publicidade
TAGS:

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.