Prefeito Amâncio Azevedo vai ao Clube dos Lojistas

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

sexta-feira, 30 de março de 2018

Edição de 31 de março  e 1º de abril de 1968

​Pesquisado por Guilherme Alt

Manchete:

  • O prefeito Amâncio Azevedo participou com sua equipe de reunião do Clube dos Lojistas - No encontro foram explanados, os problemas administrativos e os da obrigatória correção de valores para efeito de cobrança de tributos municipais. Intensamente aplaudida e vivamente elogiada a conduta do administrador friburguense. Colaboração efetiva com espontaneidade e total apoio dos lojistas ao executivo do município em torno dos problemas da nossa comuna.
  • A presidenta do Legislativo Friburguense - A eleição de Dona Laura Milheiros de Freitas para a presidência da Câmara de Friburgo valeu como prova do desejo da maioria daquela casa de ali colocar uma personalidade que honrasse a função que ela já está desempenhando. Defendemos princípios partidários, diferentes dos da ilustre dama a que nos referimos. A verdade porém, é que a senhora Laura Milheiros de Freitas possui todos os predicados, inclusive, o que é fundamental: dignidade pessoal para o exercício da função.

Pílulas:

  • Geremias reuniu o seu despersonalizado secretariado e com dedo em riste declarou: “Os senhores não podem fazer política. Só eu, somente eu poderá liderar a política fluminense”. Afinal, quem pensa que é o governador? Liderar é para autênticos líderes e que espécie de Rei ele pensa que é? Produto municipal “e olhe lá” obtendo posições por obra e graça de um protetor (Lavoura), Geremias não galgaria jamais o Ingá, pelo voto do povo. É governante inautêntico. Subiu, cresceu, por escolha em conciliábulos ocasionais e de uma ocasional situação política. Valor eleitoral nada... na hora do voto popular Geremias vai ver como é a “história”.
  • Embora deputado estadual, vice-líder do governo e prestigiado pelo governador Geremias de Mattos Fontes, o dr. Messias de Moraes Teixeira foi intimado a se retirar do recinto onde realizava-se a reunião do Diretório Municipal do Arena. Mesmo sendo membro nato e “podendo dar cartas e jogar de mão” o mencionado dr. Messias cumpriu direitinho as ordens recebidas.
  • Não é segredo para ninguém que tanto a punição da vereadora Laura Milheiros de Freitas, como a expulsão do plenário do dr. Messias faz parte de um plano engendrado de há muito e pronto para explodir na primeira oportunidade: impedir que ambos possam falar, junto aos órgãos políticos e administrativos do nosso estado, em nome da Arena friburguense. Acontece, porém que ambos vão falar mesmo, falar grosso. Aguardem...
  • A presidente da Câmara Municipal de Friburgo, Laura Milheiros de Freitas, não está dando “pelotas” para a moçada que tentou desprestigiá-la e que abiscoita cargos para uma sucessão de vantagens pessoais. Compreendeu a ilustre dama que era preciso dar fim a “chacrinha” de triste memória e que foi causadora de tanto “barulho” pelas inúmeras vantagens que proporcionava.
  • O legislativo friburguense prestigiado pela opinião pública e dentro dos princípios democráticos, vai voltar ao que deveria ser sempre: um poder respeitado, onde não haja marmelos, não desapareça documentos e nos qual os princípios de moral seja a tônica geral.
  • Estamos informados que por apenas uma questão de “desmascarar os tartufos”, a vereadora Laura Milheiros de Freitas vai recorrer da decisão que a puniu pelo fato de aceito para seu partido, a presidência da Câmara friburguense.

Sociais

  • AVS registra os aniversários de: Ronaldo Laginestra, Brasília Moreira, Eugênio Leal (1º de abril), Augusto Ferreira, Eliana Baptista, (2), Elizabeth Silva Ventura (3), Denise Ventura (4), Célia Araripe (5), Alba Maria Cariello (6), Maria Spinelli, Vitória Ludwig.

Colunas

  • Em “Nova Friburgo na Sociedade”, W. Robson assina “Alegria! Alegria”. “Um assessoramento vulnerável, deixa qualquer autoridade, por mais bem intencionada que seja num verdadeiro mato sem cachorro. No terreno cultural é o que estamos observando em Friburgo. Caso contrário não teríamos a notícia da contratação do professor Lauryston Guerra, para escrever a história deste município. Se realmente for verdadeira a referida contratação, o que não desejamos acreditar, só nos resta lamentar e muito a tão estapafúrdia lembrança. Se não, vejamos. Nova Friburgo já possui sua história gravada nos magníficos livros ‘Lendas e legendas’ do saudoso e sempre lembrado Galdino do Valle. ‘Como surgiu Friburgo’, de Pedro Cúrio e finalmente ‘Terra Friburguense’ do aplaudido estudioso Décio Moreira Soares. Ora, a contratação em apreço se verdadeira, o que nos custa acreditar, importa numa grata certidão de menosprezo aos referidos trabalhos, cujos autores, elogiados pelo Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, em absoluto não mereciam em reconhecimento aos seus esforços, tamanha ingratidão”.

 

Foto da galeria
Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.