O imperfeito das repetidoras de televisão em Friburgo

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

sábado, 19 de agosto de 2017

19 e 20 de agosto de 1967

Pesquisado por Guilherme Alt

  • O imperfeito das repetidoras de televisão em Friburgo continua a desafiar as responsáveis pelo regular funcionamento dos canais que deviam servir à nossa cidade. Desorientados os telespectadores, com falta de providências a respeito do assunto, parecendo que forças ocultas estejam interessadas na desmoralização das autoridades locais, face ao problema, que não pode ser nenhum “bicho de sete cabeças”.
  • O Ensino da Zona Rural. Parece incrível que continue a se sacrificar a população da zona rural, justamente a que mais precisa de apoio para sair do estado de subdesenvolvimento em que se acha, com a rotina daquela escolinhas perdidas no mato, sem as mínimas condições para as atividades educacionais.
  • O primeiro lustro de famosas Festas de Cerveja leva o Caledônia Montanha Clube à sua maior promoção em 1967, no dia 9 de setembro – sábado. A sua diretoria está em atividade desde junho último a fim de que a 5ª Festa Internacional da Cerveja de Nova Friburgo continua o mais brilhante e inesquecível acontecimento social do Estado do Rio.

Pílulas:

  • Está ou não em vigor o plano diretor da municipalidade? A pergunta do vereador Walter Azevedo na Câmara Municipal, causou justificados rumores.
  • O Executivo municipal cumpriu sua promessa de levar ao Legislativo mensagem majorando os vencimentos do seu pessoal. Embora a vigência do aumento tenha sido prevista para outubro, é de respeitar-se o ponto de vista prefeitural, se baseado estiver em dados financeiros reais, como está sendo apregoado.
  • O deputado Alvaro de Almeida não deu e nem dará um passo para ser secretário do Estado. Se for convidado para o cargo, somente aceitará para administrar a pasta sem quaisquer restrições, sem quaisquer interferências e com absoluta liberdade de ação, guardadas, naturalmente, as devidas proporções, no que respeita a orientação geral governativa do chefe do Executivo. Até agora, não recebeu o mencionado deputado o convite formalizado e se receber e ao receber, dirá, de viva voz, ao convidante, como é a história, direitinho…
  • Já voltou da Europa, para onde seguiu em viagem de estudos médicos, o deputado federal Edgar de Almeida. E por falar em Edgar de Almeida, o seu nome está cotadíssimo para uma das secretarias fluminenses, a de saúde.
  • O Legislativo friburguense está de recesso até a próxima quinta-feira. A coisa está na base de uma por semana...
  • Um grupo de vereadores à nossa Câmara vai propor que as Comissões e o Plenário estudem o meio de tirar o poder cúpula do total esquecimento em que está situado perante a maioria do povo que já não está sendo feita a mínima promoção publicitária dos delegados da população e do órgão que enegram.
  • Bastou falar-se em eleição em novembro de 1968, para que um costumeiro candidato a candidato que nunca conseguiu sequer ser levado a uma Convenção Partidária, iniciar suas idiotas desmarches e pedidos de apoios. O bobalhão que pode contar apenas com seu próprio voto pela antipatia que carrega e pela burrice profissional que “ostenta”, jamais desconfia de nada. Todos têm pena de dizer ao maluco e cretino que não pode ser.
  • Em ofício de 19 de junho – vejam bem, 19 de junho – o Executivo anunciou ao legislativo a criação do seu órgão oficial e colocou à disposição da mencionada Câmara de Vereadores todo o espaço necessário à edição dos seus atos em sessão separada. O executivo disse, e nós agora repetimos: Atos Oficiais, o que em absoluto quer dizer, matéria outra. Vinha causando espécie que até agora o oferecimento não tivesse sido aceito e somente após as Pílulas da edição passada, a coisa fosse assuntada.

Notas sociais:

  • AVS registra os aniversários de: deputado Messias Moraes Teixeira, Olga Maria, Sr. José Luiz Longo, Sr. Albertino Moreira da Costa (19); Sr. Aloisio Yaggi Martins, Sr. Aureliano Saraiva (20); Senhora Carolina Polo de Castro Nunes, Sr. Geraldo Pinheiro, Ricardo Ventura El Jaick (21); Paulo de Souza Cordeiro, Aristides Freire (22); Ronaldo Ventura, Sr. Benício Araripe, Sr. Honório Pacheco Marques, Senhorinha Maria Enyr da Silva (23); Marilene Mattos (25); Senhorinha Jacyra de Castro Nunes, Eduardo Marcelo, Maria Beatriz Mattos, Marilma Cordeiro (26).

Colunas:

  • Nelson Kemp assina “A Vida é assim”. A vida é assim velho confrade Corrêa de Araújo. Você perdeu sua amorosa companheira, aquela que dava aula na Escola Pública do Rio, enquanto você acompanhava as forças militares, em manobras, em pontos distantes, nas suas completas, que mereciam louvores das outras patentes do Exército, onde você ganhou merecidamente várias medalhas”.
  • Pedro Cúrio, em Ordem do Dia, assina “Lacerda Nogueira – O Idealista. Nunca é tarde para reverenciarmos a memória quem partiu deixando um saldo incalculável de boas ações e de relevantes serviços prestados à coletividade, como esse inconfundível fluminense dos mais cultos, realizadores e idealistas como foi o incomparável Nelson de Lacerda Nogueira”.
  • W. Robson assina “Uma vela a Deus outra ao Diabo!”. A reunião dos amigos em ebulição Vai Daí, a religião virou assunto. Conversa vem  e a promessa entrou em baila; foi quando o magistral Murilo Araújo se manifestou a respeito – Com seu falar de anjo e o linguajar metrificado pela alma, considerou-a um abominável negócio. Não concebe o internacional, que um católico prometa duas velas a São Benedito. Com a condição de ser atendido sua aflição. Considera a exigência uma afronta à integridade moral de um santo, numa espécie de grosseiro suborno celestial...

Anúncio:

  • Frigidaire – Premiere: Festival de Cores - Além do clássico, branco e Brilhante, Frigidaire apresenta mais cinco fascinantes cores externas: amarelo, rosa, cinza grafite, verde turquesa e bege caramelo.

 

Publicidade
Agora Faz
TAGS:

Há 50 anos

Há 50 anos

Coluna que mostra o que foi notícia em A Voz da Serra 50 anos atrás.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.