Prova de vida do INSS

Antônio Fernando

Blog do Antônio Fernando

Friburguense, jornalista, 65 anos, taurino e vascaíno. Antônio Fernando atuou em diversos veículos de Nova Friburgo e atualmente é redator das colunas Radar e Impressões onde ele deleita o leitor de A VOZ DA SERRA com suas visões peculiares sobre o mundo.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Prova de vida

Os aposentados e pensionistas que recebem benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) têm até hoje, 28, para fazer a prova de vida. Quem não a fizer  poderá ter o pagamento do benefício interrompido. De acordo com o INSS, quase 32,6 milhões dos mais de 34 milhões de beneficiários já realizaram a comprovação de vida.

*****

O caso mais emblemático dos que perderam o prazo para realizar a "Prova de Vida" é o do presidente Michel Temer. A não realização do recadastramento obrigatório fez com que o presidente não recebesse seus benefícios nos meses de novembro e dezembro do ano passado.

Alta na arrecadação

A arrecadação do governo federal registrou alta real de 10,12% em janeiro sobre igual mês de 2017: ao todo entraram nos cofres R$ 155,619 bilhões, segundo a Receita Federal. Foi o melhor resultado para o mês desde 2014, quando a arrecadação somou R$ 158,944 bilhões, em dado também corrigido pela inflação.

Taxas elevadas

 A taxa de juros do cheque especial continua subindo e chegou a 324,7% ao ano, em janeiro, de acordo com o Banco Central. Em relação a dezembro, o aumento foi de 1,7 ponto percentual. Outra alta taxa de juros é a do rotativo do cartão de crédito, que atingiu 241% ao ano em janeiro, com aumento de 7,1 pontos percentuais em relação a dezembro. Essa é a taxa para quem paga pelo menos o valor mínimo da fatura do cartão em dia. Já a taxa cobrada dos consumidores que não pagaram ou atrasaram o pagamento mínimo da fatura caiu 14,6 pontos, indo, em janeiro, para 387,1% ao ano.

Correção de aluguéis

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) encerrou fevereiro com alta de 0,07%, ficando ligeiramente abaixo do registrado em janeiro (0,76%). Neste primeiro bimestre de 2018, subiu 0,83%, mas manteve-se em queda no acumulado dos últimos 12 meses (-0,42%). A taxa anual serve de base para a correção de aluguéis.Em comparação a janeiro, o IGP-M permaneceu, relativamente, estável já que, no mês passado, a variação havia sido negativa em 0,41%.

Confiança em alta

O Índice de Confiança do Comércio (Icom) avançou 0,4 ponto na passagem de janeiro para fevereiro, para 95,5 pontos, informou a Fundação Getúlio Vargas. Com o resultado, o indicador alcançou o maior patamar desde abril de 2014, quando estava em 97,8 pontos.

*****

"Um aspecto positivo dos resultados do primeiro bimestre de 2018 é o expressivo avanço dos indicadores de satisfação com a situação atual, retratando um quadro de recuperação de vendas e margens. No extremo oposto, o retorno do indicador de expectativas a um patamar inferior aos 100 pontos sugere que a recuperação continuará ocorrendo de maneira gradual", avaliou Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio no Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV).

Efeitos da crise

Além de mais disseminado no fim do ano passado, o crescimento da produção industrial brasileira superou dois dígitos em 16 dos 93 segmentos da indústria "Quem cresce mais hoje na verdade é quem mais caiu ao longo da crise", diz o economista-chefe do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), Rafael Cagnin.

*****

A indústria automobilística, uma das principais alavancas desse crescimento, teve três anos seguidos de queda na produção até começar a se recuperar no ano passado, quando registrou alta de 25,2% no total de veículos produzidos em comparação a 2016. Boa parte desse crescimento veio das exportações, que aumentaram 46,5%, totalizando 762 mil unidades, quase 30% dos 2,699 milhões de veículos produzidos no país no ano passado.

Gás de cozinha

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, confirmou que a equipe econômica estuda medida para tentar reduzir o preço do gás de cozinha. No começo do mês, o presidente Michel Temer anunciou que havia pedido à área técnica do governo estudos que permitam redução no preço do gás de cozinha para beneficiar famílias de baixa renda.

Publicidade
TAGS:

Antônio Fernando

Blog do Antônio Fernando

Friburguense, jornalista, 65 anos, taurino e vascaíno. Antônio Fernando atuou em diversos veículos de Nova Friburgo e atualmente é redator das colunas Radar e Impressões onde ele deleita o leitor de A VOZ DA SERRA com suas visões peculiares sobre o mundo.

A Direção do Jornal A Voz da Serra não é solidária, não se responsabiliza e nem endossa os conceitos e opiniões emitidas por seus colunistas em seções ou artigos assinados.